Expectativas, pra que tê-las?

Eu sei e todo mundo sabe: criar expectativas é o primeiro passo pra decepção. E eu ainda não estou 100% preparada pra não cair nessa armadilha. Sim, eu crio expectativas. Com relação à algumas coisas mais do que outras. Eu não crio expectativas pra viagens, festas, filmes, histórias. But when it comes to love... Pois é. Quando se trata de amor, a minha vida é um loop eterno daquela cena clássica de 500 dias com ela.




Eu tento, eu tento muito aprender, mas ainda não cheguei lá. Esse mundo virtual bicolunado, entre o que foi e o que deveria ter sido continua rolando, e eu pergunto: como parar? Quem tiver dicas, eu sou toda ouvidos, porque se for pra minha vida ser um filme, não é bem esse tipo de drama que eu quero não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Follow @ Instagram

Back to Top