Em 2014 eu...

... comecei o ano assim, e um ano que começa desse jeito não tem como ser ruim, né?

Mas fato é que foi um ano muito diferente, e acho que o mais marcante dos últimos tempos, porque tive grandes impactos tanto na vida pessoal como profissional. Passei por coisas extremamente dolorosas, mas por outras muito deliciosas.

Reconheci que estava sofrendo assédio moral no trabalho, que não eram as pressões do cargo, que não eram coisas do mundo corporativo. Uma coisa que nunca imaginei passar na minha vida, de certa forma achava que nem existia. Foi frustrante, me deixou marcas profundas, mas me deu força para dar o maior salto da minha carreira: em 2014 eu virei Gerente.

Na minha casa, as mudanças não poderiam ser melhores. Uma das minhas melhores amigas veio morar comigo, e tudo funcionou lindamente. Trouxe leveza para os meus dias, fortaleceu ainda mais a parceria, e não poderia ter sido melhor. Fiz as mudanças que queria, arrumei um quarto novo, e hoje adoro estar em casa.


Eu viajei até que bem... sempre menos do que eu gostaria, é verdade, mas não posso reclamar. Passei um final de semana em Detroit e uma semana no México por conta de trabalho, fui a Buenos Aires com mamãe, e finalmente tirei férias... foram 15 dias incríveis em NYC, cercada das melhores amigas e excelente energia. Conheci Holambra, um cantinho (muito) holandês a 2 horas de São Paulo. Fui ao Rio algumas vezes, e não tem erro... quanto mais eu vou, mais eu quero ir. Que saudade do carnaval... ahhhh que saudade! 

Eu superei medinhos. Perdi peso (o peso que tinha ganhado durante esse ano, e nem foi tudo, mas ta valendo, né?), voltei a fazer atividade física, fui a dois lugares que ainda não conhecia, não comprei nenhum biquíni, fui ao médico e fiz os exames. A parte que mais gostei dessa listinha? Elogiar as pessoas... botei em prática, e me senti feliz. Como é bom fazer um elogio sincero, né? É de se pensar como a gente sempre tem uma crítica na ponta da língua quando alguém faz merda, mas fica silenciosamente admirada quando alguém manda bem. Esse ano exercitei meu lado elogioso, e me fez muito bem (e tenho certeza que aos elogiados, também). Prática para manter em 2015. Eu também cumpri outra promessa feita no blog, virei uma poupadora. Vá lá que poupei menos do que gostaria, hahaha.. mas é um começo, vai.
Percebi que meus pais estão envelhecendo e sofri. Mas ao olhar a vida que eles viveram, e que ainda vivem com tanta alegria, senti um imenso orgulho de tudo que construíram, da educação que me deram. Família é assim... a gente briga, a gente se ressente, mas é o que de mais valioso que a gente tem. Eu passei bons momentos com meus pais, e melhorei muito o relacionamento com meus irmãos. Sofremos todos juntos a partida do Vô, e acho que, ainda que silenciosamente, saímos todos vitoriosos de 2014.

Conheci a pessoa mais especial que já cruzou o meu caminho. Uma pessoa que só soma e que me fez descobrir as melhores nuances do meu "eu". Uma pessoa que escuta Beattles de manhã comigo, que tem os sonhos mais doces, que gosta das gororobas que eu cozinho, que dança esquisito comigo na balada, que defende um mundo igualitário, e que fez a minha vida mais feliz. Junto com ele, um grande desafio: me tornei "madrasta". Entrei num relacionamento que está longe de ser simples, mas que me recompensa todos os dias. Me sinto feliz, me sinto amada, me descobri madura, responsável e capaz de encarar uma pedreira. 
   
Agradeci todos os dias por ter as amigas que tenho. Vi - do altar - minha primeira amiga de infância a se casar. Vi minhas amigas realizarem seus sonhos, darem a volta ao mundo, viverem dias difíceis, sofrerem perdas, se procurarem, algumas se encontraram, outras ainda estão na luta... mas todas juntas, sempre juntas. Não me faltaram em um minuto, e eu também não faltei. Estiveram do meu lado durante tudo que eu disse aí pra cima. Foi um ano em que todas vivemos intensamente, umas mais perto, outras mais longe, cada uma trilhando seu caminho, todas lado a lado. 

As melhores da minha vida. E tem gente que não ta nas fotos, mas tá no coração <3 

Acho que é isso... saio de 2014 com o coração preenchido, uma tatuagem nova, mais histórias pra contar e com a sensação de ano bem vivido. Que 2015 seja positivo assim :)

2 comentários:

  1. Gabi, eu nem sei mais como cheguei aqui, mas me interessei pelos posts de viagens e acabei ficando. 2014 parece que não foi fácil pra ninguém, né? Mas foi um ano de aprendizados.
    Que 2015 seja lindo!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso Paulinha.. Aprendizados! Palavra de 2014. Que 2015 seja lindo e leve! Beijos

      Excluir

Follow @ Instagram

Back to Top