Prioridades

Não é nenhuma novidade que quase tudo é possível nessa vida, desde que você estabeleça suas prioridades e faça algum esforço.

Já vi muitos textos excelentes a respeito, mas aparentemente tem gente que ainda não captou a mensagem. Com uma certa constância eu escuto que eu sou muito viajada, que devo estar muito ryca, que meu salário que é milionário, e tantas baboseiras mais. Quem me dera ser realmente viajada, mas fato é que o povo só olha as pingas que eu tomo, né... Ninguém quer saber dos tombos que eu levo.  

Estou prestes a fazer 29 anos, moro de aluguel num apartamento que divido com outras duas santas criaturas. Tem faxineira? Tem. 1 vez por semana e, claro, a diária - assim como todas as outras contas da casa - é divida por 3. Trabalho em um local remoto, e por isso preciso de carro. Dirijo um Clio 1.0 que é simples porém eficiente: me leva e traz do trabalho, é econômico com combustível, o seguro é barato, não exige muita manutenção. E é aí que fica engraçado: tem gente que diz que essas economias - ou pobrezas, como já ouvi - são incompatíveis com o meu lifestyle. 

Engraçado porque é justamente o contrário. O fato de eu não gastar dinheiro com um carro caro, ou de não ter um apartamento lindamente decorado, no qual eu reine sozinha, é que me permite fazer viagens e conhecer lugares legais. Eu tinha um colega de trabalho que ganhava o mesmo salário que eu e, na primeira oportunidade que teve, trocou o Astra (que já era muito bom) por uma BMW usada. Tirava sarro do meu carro, chamava de pobremovel, mas quando vinham os feriados ou férias, eu era a "patricinha que vai direto pro aeroporto". Chegamos a por no papel, lado a lado, a despesa de cada um. Os gastos que ele tinha com o carro eram quase 5 vezes (!!!) maiores que os meus. É óbvio que com uma diferença dessas da pra passar feriado no Rio, da pra programar uma viagem bacana de férias. Mas ele, que só tinha saído do Estado de São Paulo poucas vezes - do país nunca - optou por andar de BMW. 

Além do mais, eu tento fazer viagens econômicas. Fico em hostels, evito taxis, adoro comida de rua. Na Argentina, pela primeira vez na história das férias e feriados, fiquei em um hotel. Me senti podre de chic! Mas quando digo por aí que, por várias vezes, fiquei em quarto compartilhado de hostel, o povo torce o nariz. Mas e aí? O que você prefere? Dividir o quarto ou nunca sair pelo mundo porque não consegue bancar um hotel em dolar? Se você prefere não sair pelo mundo, legal, sua escolha. Mas é a minha escolha dividir o quarto com desconhecidos que roncam, não andar por aí com símbolos de status, mas tirar férias no exterior uma vez por ano, sem que por isso eu seja esnobe, patricinha, ou qualquer coisa do tipo. É tudo uma simples questão de prioridades. Cada um com as suas. 

Eu acho um saco ficar falando que "o brasileiro isso", "o brasileiro aquilo", como se eu não fosse uma... Mas fato é que aqui no Brasil o povo gosta muito de "ter". Gosta de ter carro do ano na garagem, gosta de ter um closet cheinho de bolsas com monogramas, gosta de ter tenis de mil reais, gosta de ter o último iphone e tem PAVOR de ~ser confundido com um pobre~.

Voltamos ao início: tudo é possível nessa vida, é só uma questão de elencar suas prioridades, ajustar alguns hábitos, fazer um esforço. Portanto, se você quer viajar, deixe os gastos bestas pra lá, comece a ficar de olho em promoções de passagens, use loucamente as ferramentas que a internet proporciona, abra a sua mente para o desconhecido, ponha os preconceitos de lado, conte as moedas e tire um passaporte. Te juro que muito antes do que você pensa, estará aproveitando as maravilhosas instalações (haha) do aeroporto de Guarulhos. 

6 comentários:

  1. Costumo dizer que esse tipo de gente é pobre de espirito, sabe......sempre que um amigo vem me perguntar " não sei se troco de carro ou viajo" eu sempre digo: vá viajar..... para mim, é o melhor investimento...é alimentar, enriquecer a alma de maneira que nenhum carro do ano, nenhum ap super decorado, nenhuma bolsa chanel é capaz de fazer. Quando escuto alguma gracinha, sempre respondo...é questão de escolha, é questão de prioridade.... enfim...juro que te entendo!!!! bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pobreza de espírito define MUITA gente por aqui, Gabi... Boa viagem pra vc! Beijos

      Excluir
  2. Quando eu morava no Brasil, ouvia muuuito isso. Até escrevi um texto parecido com esse no meu antigo blog. Eu era servidora pública, então podia planejar minhas férias com muuuuita antecedência, além de poder dividí-las em 2 ou 3 vezes. E eu viajava em todas! Claro que fiquei com fama de patricinha e o povo começou a me perguntar toda sexta-feira se eu ia viajar, me zoando... Mas o que me deixava puta da vida mesmo era ouvir - de gente que ganhava o mesmo tanto ou MAIS que eu - "Ah, eu quria taaaaanto viajar também, mas nunca sobra grana!" Como se eu viajasse com a grana que "sobrava" no final do meu mês! Obviamente esse tipo de comentário vinha de gente que tinha carro de luxo, bolsa de mil reais, perfume e óculos importado, né? ¬¬

    Beijos,
    Lidia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sempre acho engraçado essas pessoas que "sonham" em viajar e não fazem o mínimo esforço pra isso, Lidia.. Mas é isso, o povo não sabe cuidar da própria vida, do próprio dinheiro, e depois vem "zoar".. aiaiai.. acaba com minha paciência! Beijos

      Excluir
  3. Oi Gabi!
    Vim aqui ler o seu post. Muito legal. É bem isso mesmo.
    Eu também já fui muito zoada por causa de carro. O meu é uma pajero, mas é de 96, que já tá na família faz tempo. Até gostaria de trocar, mas pra quê? Não uso muito e daqui a pouco já não pago mais nem IPVA. Hahahaha
    E sempre me zoam por causa de celular também. Uso os meus até morrerem de vez. E quando compro um novo, nunca é o mais fodão.
    Mas tudo vale a pena quando o objetivo é outro. As coisas materiais não valem tanto quando às experiências!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita, Mari. É surreal pensar naquilo que você disse.. tem gente que FUMA uma viagem, e depois vem dar pitaco em como eu gasto o meu dinheiro, rs... E é isso, tudo vale a pena se existe um objetivo! Beijos

      Excluir

Follow @ Instagram

Back to Top