Hola, Chicos

A vida anda muito corrida, trabalho ta tenso, mas no meio do caminho tinha um feriado, tinha um feriado no meio do caminho, e eu voltei a Buenos Aires. Dessa vez acompanhada de Mati, para comemorarmos o aniversário dele, o meu e o nosso. Escolhemos a cidade porque ambos já conhecíamos, e não queríamos nos preocupar em turistar. Passamos 3 dias descansando pelos parques verdes, andando pelos nossos cantos favoritos, vendo gente bonita, bebendo muito vinho e comendo bem, extremamente bem. 
Obelisco, by Gabriela Milan

Quando fui com a minha mãe, em novembro, fizemos mais os programas turísticos. Passamos por tudo, então agora dava pra ficar mais sossegada... Outra coisa bacana é que fiz uma viagem na primavera e outra no outono. Duas boas escolhas: dias ensolarados e quentes, noites frescas. Na primavera a cidade estava cheinha de flores roxas, coisa mais linda, e agora tinha folhas marrons pelo chão. 

Somando as experiências das duas viagens, deixo aqui as minhas impressões e ~dicas~:

- PALERMO. Este é o lugar do meu coração. Restaurantes charmosos, mercadinhos de frutas coloridas, bares animados, tudo para se alcançar a pé. Nas duas viagens fiquei no bairro, mais especificamente em Palermo Viejo, e não tem erro. Tem também muita lojinha, de roupa, de coisa pra casa, de coisa vintage, de vinho, de doce de leite... As ruas mais gostosinhas de andar são a Gurruchaga e a Honduras. Em ambas se encontra muito entretenimento, mas o bairro todo é delícia demais. 
Palermo Viejo, by Gabriela Milan
Uma das esquinas charmosas
- A Recoleta também tem seu valor. Uma feirinha de artesanato delícia no sábado, com muitos músicos passando o chapéu, muito hippie e uma igreja que é branquinha fofa por fora e pura lindeza por dentro. Quando estive lá com a mama nós entramos no cemitério, e demos aquele pulo básico no túmulo da Evita. Te falar que é aquela coisa, né... viu, ta visto, vamo embora. Mas o cemitério em si tem seu charme (por mais creepy que isso seja), tem muitos mausoléus com artes. Acho que é um passeio que vale muito a pena, pelo combo Praça + Cemitério + o peso que acompanha. 
Recoleta, by Gabriela Milan
E o charme do músico?
Iglesia, by Gabriela Milan

- os Parques e as praças de Buenos Aires são uma atração a parte. A cidade é verde, muito verde. Um argentino me explicou que uma legislação local determina que a cada 10 quadras se tenha um parque ou praça - ou algo parecido. O resultado é uma cidade muito arborizada, com parques e praças bem cuidados, muitos argentinos batendo sua bolinha e tomando seu mate. 
Palermo, by Gabriela Milan
Plaza Armenia, em Palermo
Ruas verdes
Acho, inclusive, que isso foi o que eu mais gostei na cidade. Dá pra perceber que é uma cidade que empobreceu, que tem sujeira na rua, prédios envelhecidos e mal cuidados, mas as áreas comuns permanecem impecáveis e as ruas fechadas de árvores dão uma tranquilidade, um respiro. Bonito de ver. E a gente, como não é besta nem nada, aproveitou essa belezura também, acompanhados de vinhos e empanadas, porque mate não é a nossa praia.  
Picnic, by Gabriela Milan

- San Telmo tem a feirinha de antiguidades e quinquilharias, tango na rua, um mercado muito alegre, mas confesso que fico meio aperreada com feirinha de rua muito cheia de gente e de tranqueira, porque perco um pouco a vontade de olhar no detalhe as coisas. Sei que o bairro é cheio de brechós interessantes, e fiquei curiosa, mas não rolou aproveitar. Por ali também achamos uma bodeguinha, chamada La Coruña, onde comemos muito bem e barato. Atenção especial ao Waffle de dulce de leche da tiazinha que gentilmente convidei para vir morar aqui em casa, e ela gentilmente recusou :( É lá também que está a nossa querida Mafalda, mas não consegui sentar para tirar uma fotinha com ela.. Mafalda é muito concorrida, e a fila pra sentar com ela é muito maior que a minha paciência.
San Telmo, by Gabriela Milan

- com mama estive no Puerto Madero, e achei a ideia toda maravilhosa. Regiões portuárias normalmente são mal tratadas, e ali é um pouco diferente. A área é revitalizada - com adivinhem? - verde, prédios residenciais com o design bonito, vários restaurantes. Um baita up num ponto que poderia ser baixo. O restaurante que fui por ali achei apenas OK (comparado com o que tem pela cidade) e caro, mas ainda assim, valeu. Se eu tivesse ido de novo nessa segunda visita, teria levado meu bom vinhozinho, pra ficar sentada olhando a água, no esquema picnic. Adoro olhar água, gente.

Puerto, by Gabriela Milan
Primavera no Puerto Madero
- não achei que a visita em La Boca vale a pena. Gosto meu, claro... também fui lá com mami, e achei puro tourist trap. Super lotado, gente tentando te vender toda sorte de pacote de mau gosto, restaurantes mequetrefes, boneco de Maradona, de Papa Francisco, e tudo mais correndo atrás de você por uma foto, e até as casinhas do Caminito, que são engraçadinhas com suas cores, acabam perdendo a graça com aquele mar de vendedor tentando te enfiar coisa guela abaixo. Enfim, a menos que esteja com tempo de sobra, não aconselho. 

- e last but not least, a comida, gente. A. CO. MI. DA. Se argentina fosse eu, viveria para comer. Que comida maravilhosa... As empanadas são demais da conta, o dulce de leche é de cair pra trás, as carnes, os vinhos, os gelattos... Meu Deus. Como se é feliz naquele lugar. Você engorda sem um pingo de culpa, tudo vale muito a pena. Como disse ali em cima, até o restaurante OK é bom demais. Teria uma lista de restaurantes para indicar, mas aí quem quiser é só pedir. Os vinhos, então.. Você encontra no mercado, por o equivalente a 12 reais, coisas que aqui custam 100. Em restaurante você paga 50 reais numa garrafa maravilhosa de Malbec que harmoniza maravilhosamente com o bife de chorizo maravilhoso. Enfim... É um paraíso gastronômico. Por mais que a cidade esteja mais cara para nós brasileiros, os preços, se comparados com SP e a qualidade da comida, ainda são bem atrativos.
Helado, by Gabriela Milan
Helado é vida, helado é amor
Foram dias maravilhoso, de muito dolce far niente, que me deixaram com a bateria recarregada de um lado, mas sedenta por férias longas de outro. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Follow @ Instagram

Back to Top