Retomando

Tudo que é perfeito a gente pega pelo braço, joga lá no meio, joga em cima joga embaixo tem prazo de validade. E assim foi com minhas férias. Hoje, depois de longas horas de comuta, desci em São Paulo toda trabalhada no jetlag, mas cheia de energia pra curtir minhas últimas horas de folga. 

Desfiz mala, fiz as unhas que estavam em petição de miséria, matei saudade da comida do Pirajá, desmontei meu buchinho de Natal - que partiu dessa pra melhor e mórreu de sede durante as férias :( - falei com pai, mãe, fui funcionar o carro pra ver se a bateria tava em ordem, e no momento to encolhida em posição fetal porque agora sim, senhores, game over

Vai ter California por aqui? Oh se vai. Foi uma das viagens mais incríveis da minha vida. Encontrei pessoas maravilhosas, comi comidas deliciosas, fui a lugares lindíssimos. Conheci Los Angeles, San Francisco, desci pela Pacific Road e to cheia de história pra contar. Preciso organizar as idéias e as fotos, pra fazer tudo direitinho. 

Mas vai ter merda? Sempre tem. Infelizmente, hoje soube que entraram no apartamento da minha irmã. Sério... Eu fico muito puta da vida com essa insegurança que sentimos em todos os lugares. Imagina você chegar na sua casa, e a sua porta estar arrombada, estar tudo revirado? Levarem tantas coisas que você comprou com o suor do seu trabalho ao longo dos anos? Repito: um estranho andando na sua casa, mexendo nas suas gavetas, vasculhando a sua vida, e levando vários pedaços da sua história com ele? Eu fiquei enjoada. Me deu dor de barriga, vontade de chorar e tirou toda a paz que esses quase 20 dias no paraíso tinham instaurado no meu corpo e na minha mente. 

Mas as coisas materias a gente repõe, e temos um novo ano pela frente. E eu gostei dessa tal dessa paz de corpo e alma aí, e é atrás dela que eu vou. Como eu disse, esse ano eu quero ir além. E ficar aqui lamentando as coisas da vida logo no começo do ano não é coisa de quem quer ir a lugar algum, rs.. Então a gente montou uma força tarefa pra ajudar minha irmã, vamos resolver o que tem que ser resolvido, pensar positivo e pra frente, e assim entro eu em 2016: cheia de fogo no rabo e vontade de fazer e acontecer.

10 comentários:

  1. Gabi, sinto muito pela sua irmã! Levaram muita coisa? Cara, se quando o segurança do aeroporto abre minha mala por motivos de segurança já fico desconfortável, não consigo nem imaginar quando invadem a sua casa, mexem e levam suas coisas. Espero que o prejuízo tenha sido mínimo!

    ps.: louca pra saber da Califórnia! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O prejuízo material foi bem grande, entre laptops, kindle, vários óculos, etc. Mas o pior mesmo é a sensação de que não está segura em casa. Aconteceu faz uma semana, e ela não conseguiu voltar pro apto, tem medo porque mora sozinha. Vamos colocar uma porta mais grossa, anti arrombamento. Tenso, né?

      Excluir
  2. Que bom que suas ferias foram incriveis e deu pra recarregar as baterias pra entrar 2016 com tudo e muito mais. E claro doida pra saber dos causos da California...rs...Lamento muito o que aconteceu com sua irma, e muito triste essa sensacao de inseguranca que existe no Brasil, mas que bom que ela nao tava em casa no momento, e que foram so prejuizos materiais, apesar de ainda ser um absurdo =( Força pra voces ai.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. California no forno ;) Beijos querida!

      Excluir
  3. Poxa Gabi, sinto pela sua irmã. Espero que tudo se ajeite e que vcs se recuperem emocionalmente. Estou ansiosa pelos posts sobre sua viagem!
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho, Ana. Em breve, California por aqui! Beijos

      Excluir
  4. Putz que barra, Gabi! Espero que sua irmã já não esteja mais se sentindo tão invadida, e que recupere as coisas perdidas em breve. :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que o grande susto passou, ela já ta mais sossegada. Identificaram os caras nas filmagens, e é um grande alívio saber que não foi ninguém do seu prédio, essas coisas. Obrigada pelo comentário :)

      Excluir
  5. ai gente, que triste. isso me deixa tao triste... espero que sua irmã esteja bem, gabi. e infelizmente esse é o país em que vivemos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A sensação é essa mesmo: tristeza com o nosso país, Paulinha. Uma pena.

      Excluir

Follow @ Instagram

Back to Top