Drops

Eu sigo firme no desafio das compras. Devo dizer que na California, em janeiro, eu dei uma derrapada. Na minha lista de permitidos tinha um casaco de inverno. Eu acabei não comprando nenhum casaco pesado, mas 3 blusas quentinhas. A questão é que com a mudança já se encaminhando, e eu lá no friozinho do hemisfério norte, me caiu uma ficha: meu armário é fraco de "camadas". É sabido que as camadas (ou layering, como dizem os gringos) é a chave do sucesso pra se vestir no frio desgraçado. Por conta dessa deficiência, acabei trocando o casaco pelas blusas, já que eu tenho um casaco de lã que ainda dá um belo caldo. Mas ontem, em compensação, fui ao shopping, bati perna, entrei nas minhas lojas favoritas, e nem passei vontade. Embora tenha visto coisas lindas por lá, nem me doeu sair de mãos vazias :)
* * *
Já o projeto Elba Ramalho entrou numa fase beeem mais tranquila. Meu cabelo cresce feito grama, então a parte natural alcançou um tamanho bom. Fui lá no salão e cortei um tanto considerável do cabelo, uns 4 dedos acho. Ele ta na altura dos ombros, e super ondulado. Isso mesmo, ondulado. Achei que ia cachear, e tal, mas por enquanto só nas ondas, o que muito me agrada. Aproveitei também a California pra me abastecer de bons produtos. Comprei um set de shampoo e condicionador da Organix, que é de óleo de argan e é muuuito bom. Descobri também uma marca chamada Not Your Mother´s. Comprei shampoo, condicionador e um ativador de cachos, e são todos muito bons, deixam o cabelo definido mas leve, sabe? O shampoo é sem sulfato, que em termos cabelísticos é tipo glútem: o inimigo do momento, rs. Com essa, vou revezando os produtos, e o meu cabelo ta com cara de bem cuidado. Estou feliz de ter largado o alisamento, sabia?
* * *
No quesito leitura, eu deveria seguir relendo os livros que tenho em casa e quero dar. Masss.. acabei comprando um livro lá nos EUA, e foi a última leitura que fiz: #GirlBoss, da Sophia Amoruso. A Sophia é a mente por trás da Nasty Gal, uma loja que começou no eBay e MySpace e hoje é um super case de sucesso. Quando comecei a ler o livro dei uma broxada, porque achei ele com uma pegada de auto ajuda. Ok, a Sophia era uma garota problema, que não terminou a escola, não fez faculdade, tinha DDA e pulava de subemprego em subemprego, e eis que pá... hoje ela é chairman de uma empresa avaliada em mais de 100 milhões de dólares. Mas aquelas pílulas de sabedoria estavam me incomodando, e eu quase parei de ler. Ainda bem que não parei: depois a leitura engrenou, e tem uns insights muito bons, umas histórias engraçadas, e até umas dicas úteis pra quem vai começar a prospectar empregos num mercado diferente como eu.
* * *
Quase me inscrevi pra um curso do Senac. Queria muito aprender umas coisas novas, mais voltado pra marketing. Mas aí enrolei, refleti e pensei, e quando fui lá efetivar a bagaça: curso esgotado. Um balde de água gelada. Acabei encontrando algumas opções online, de graça, e vai ser o que tem pro momento, já que a contenção de gastos está a toda. Massss.. ainda não terminei o curso de excel online, rs. hashtag vergonha. Verdade é que desanimei, mas me prometi que essa semana vou retomar. Oremos.
* * *
Assisti a 2ª temporada de Fargo, e conseguiu ser ainda mais incrível que a 1ª. Recomendo fortemente. A série é policial, sangrenta, mas tem todo aquele tom de humor negro dos irmãos Cohen, que não dirigem mas estão por trás do projeto. Trilha sonora impecável, fotografia impactante e diálogos deliciosos. É maravilhosa! A primeira temporada tem um Billy Bob Thornton sensacional, e a segunda tem um elenco inteiro foda. A grande desgraça é que a terceira temporada só sai em julho de 2017. Mas se alguém aí ta procurando algo pra assistir, vai fundo. 
* * *
Por fim, ontem eu e Mateus fizemos algo diferente: fomos ao cinema. Da pra acreditar que nunca tínhamos ido ao cinema juntos? Pois é. Uma vez ele me falou que não gostava de ir no cinema aqui no Brasil porque o povo fala demais na sala, rs. Ai ficou por isso, e sempre assistimos filme em casa. Mas aí achei um desaforo isso dai de nunca ter pegado um cineminha juntos e fomos. Assistimos "The Revenant". Embora não seja muito meu estilo de filme, gostei bastante. Fiquei tensa, mas as paisagens, a fotografia é uma coisa tão absurda, que vale muito a pena a tensão. Só fiquei com a impressão que o Tom Hardy merecia mais um Oscar que o Leo pelo filme. Mas né, quem sou eu na fila do pão pra dizer. 

E vocês, o que contam?

8 comentários:

  1. Eu quero muito esse livro, fiquei bem interessada <3 Além de lindo pra deixar decorando ele parece ter uns pontos muito "enriquecedores".



    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thayse, a leitura vale a pena. A versão que eu comprei dele é aquela com folha de jornal e capa mole, rs, bem pobrinha, então não é tããão bonito assim, mas eu gostei muito de ler.
      Obrigada pela visita! Beijos

      Excluir
  2. Adorei esse post! Achei engraçado que vocês nunca tivesse ido ao cinema. De fato, ir ao cinema em SP pode ser uma aventura. Eu sempre tinha que comprar ingresso pela internet e sair de casa com 2 horas de antecedência pra 1) dar tempo de chegar e 2) conseguir ficar na fila pra pegar um bom lugar, mesmo já tendo comprado ingresso. Aqui você chega na hora do filme e compra o ingresso (com exceção de grandes estreias,claro), mas ainda assim, é difícil acostumar e mudar meu mindset da vida toda!

    Sobre o cabelo, queremos ver como ficou! Aliás, acho muito legal você não estar mais alisando o cabelo - conheço outras pessoas que também estão nessa onda. Eu também não faço mais escova progressiva desde que vim pra cá, ou seja, já faz 3 anos. Além disso, não tenho mais secado o cabelo com secador, então ele tem ficado natural, ondulado, e tô gostando muito também! Esses produtos da Organix são mara, eu uso um serum pra passar nas pontas (aliás, melhor coisa de morar na Europa: cosméticos! hahahaha).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é bizarro que a gente nunca tinha ido? Ai fui comprar na internet, e quase morri do coração: 19 reais meia entrada haha. Foda. Hoje em dia tem bastante cinema que da pra marcar lugar. Eu frequento os do Itau, que pago meia, e sempre dá. Mas vou dizer que depois que Mati fez esse comentário, que o povo falava demais, comecei a prestar atenção (porque não ía com ele, mas ía sozinha) e pior que falam mesmo. Irritante.

      Eu bem queria tirar uma foto do cabelo pra ilustrar o post. Tentei uma selfie, rs, mas sou péssima com isso. Enfim, o próximo update do projeto Elba vem com a juba a mostra. Menina.. mas seu cabelo é lindo. Liso em cima, ondulado pra baixo. Nem precisa mesmo, de progressiva, secador essas coisas. Alias, também tirei secador da jogada: deixa meu cabelo ainda mais seco do que é, não da. E sim, mal posso esperar pra entrar numa farmacia, sair com produtos dignos e não deixar nenhum rim!

      Excluir
  3. Realmente camadas são mais importantes que o casaco em si! As camadas você tem de trocar todos os dias, mas o casaco aguenta o inverno inteiro!

    Eu também não sinto falta nenhuma do alisamento, Gabi. Fui escrava por muitos anos! Quando dá vontade de mudar o visual eu faço uma escova e boa! beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Eu tinha muito medo de deixar o cabelo natural e perder a praticidade, porque no fim, o que eu mais gostava no meu cabelo liso era de não precisar fazer nada, acordar e sair. Mas ele ta bem de boa, ta se comportando, rs. Nuns dias mais do que em outros, mas a gente sobrevive! Beijos

      Excluir
  4. Acho que meu comentario anterio nao foi =/...Os produtos do Not Your Mother´s sao otimos, eu uso o dry shampoo e gosto bastante. E seu cabelo deve ta lindo, eu cortei a progressiva ja tem quase um ano mas eu ainda faco escova por que nao consigo me livrar da praticidade de so pentear e ta bom pra sair...rsrs.

    Eu concordo com o seu loves, cinema no RJ (e aparemente nao e so la) e um terror, as pessoas nao conseguem calar a boca e desligar o telefone. Acho uma falta de educacao generalizada. Eu assisti esse filme domingo passado e nao gostei nem um pouco. A paisagem e a historia e interessante mas eu achei que o filme se arrastou muito ou eu que nao gostei mesmo...rsrs.

    As camadas de roupa sao importantes pra sobreviver ao frio, acho que voce vai ta bem pra quando chegar na Suica. Mas se o frio apertar, compra os casacos por la mesmo, sao melhores e mais baratos, ou menos caros, sei la.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Monique, acheo o filme arrastado também, mas no geral gostei. E sim, é isso aí.. povo fala, e ainda fica digitando no cel, dando claridade.

    Aqui no Brasil fora de cogitação comprar casaco. Eu queria comprar nos EUA justamente porque é mais barato, mas aí me peguei com essa questão das camadas, e acabei comprando as blusas - que alias, são BEM quentinhas. Eu fui ro Wisconsin e vivi bem lá só com as coisas que levei daqui, sabia.. acabei não comprando coisas especiais de neve, nada. Não sei como vai ser na Suiça, mas talvez eu consiga passar com o que tenho. Veremos!

    Beijos

    ResponderExcluir

Follow @ Instagram

Back to Top