No limbo

Embora ainda tenha 3 meses de Brasil pela frente, estou começando a me desconectar de algumas coisas aqui. O trabalho é a principal delas. Ainda não pedi demissão, só peço em meados de maio, mas minha cabeça já está fora. É muito difícil isso, porque está no dia a dia do meu escritório enxugar gelo, comprar brigas, se desgastar, treinar, batalhas de longo prazo, sabe? E eu simplesmente não consigo mais pensar a longo prazo dentro da empresa, né. Então tem sido muito difícil acordar todo dia, enfrentar o trânsito pra Alphaville, pegar o povo pela mão e andar pra frente. Mas estou tentando me concentrar e seguir, numa pegada tipo AA: cada dia a mais é um dia a menos.  

Da mesma forma, em casa tem várias coisas que estão ficando pra depois. Tem uma arara onde penduramos os casacos que está caindo aos pedaços, torta de ter que apoiar na parede, mas aí não da vontade de comprar outra, porque né... estamos vendendo coisas, e não comprando. Quebrei o refratário, mas seguindo a mesma lógica, também não compensa comprar outro. Alias, minha cozinha ta muito furreca, faltando vários utensílio, e seguimos sem, por tudo isso aí. Também gostei de uns livros outro dia, mas eram pesados, depois não teria como levar, melhor deixar pra lá.

Por outro lado, ainda não consigo me planejar muito com a Suíça. Tenho achado pouquíssimos blogs sobre a vida (e não o turismo) em Berna. Mandamos alguns questionamentos pra empresa de Mati, como o melhor bairro para um casal jovem, essas coisas, rs. Também começamos a fuçar sites de aluguel, mas ainda ta cedo. Provavelmente alugaremos algo em meio de maio, início de junho, já que o comum lá é disponibilizarem apartamentos entre 30 e 90 dias após a locação. Tenho olhado possíveis cursos, mas nada que possa se concretizar antes de chegar lá.

Ou seja: estou me desconectando aqui, mas ainda não estou me conectando lá. Estou num limbo! Saber que estou indo embora sem passagem de volta (definitiva, digo, porque já tenho passagem comprada pra vir ser madrinha num casamento) tem me trazido uma gama de sensações muito estranhas. Parece que minha vida esta on hold, sabe? Engraçado que quando fiz um intercâmbio não passei por isso. Mas acho que agora, saber que estou deixando tudo pra trás, que não tem hora pra voltar, que não virei retomar tudo de onde parei, está me deixando mais ansiosa. 

Pra não pirar, tenho tentado transformar esse tempo num limbo produtivo/criativo. Tem surgido tanta coisa na minha cabeça, que se deixar tenho assunto pra escrever no blog todo dia, rs. Também estou lendo mais, fazendo um novo curso no Coursera, trabalhando mil possibilidades pro meu futuro (já que quero tentar algo fora do Direito). Estou organizando meu casamento meio que diy (no que dá, né), fazendo várias coisinhas, e me distraindo com isso. E está funcionando, tenho me mantido ocupada, diria até que ocupada demais. Estou exausta, mas quando deito a cabeça no travesseiro, é difícil pegar no sono. Acho que é normal, né?

Apesar da loucura, estou amando me ver mais criativa, testando novas habilidades e mais focada em mim do que em trabalho. Apesar do pavorzinho de ver o portão pro mundo se abrindo ali na minha frente, tenho certeza que sairei por ele bem preparada.

6 comentários:

  1. Oi, seu blog é muito simpático e interessante. Minha filha mora a 14 anos na Alemanha e também tem um blog e com isso descobri um site que vai ser útil pra vc. Não sei se já conhece, o nome é www.mundo pequeno.com. Ele tem lista de vários brasileiros que tem bolgs e moram na europa, inclusive na Suíça. Tem uma jovem na lista desse site que está morando em Berna e o nome é Liana. Acho que VC vai achar muita coisa no blog dela e em outros que têm na lista do referido site. Espero ter ajudado. Boa sorte na sua jornada e acho que vc vai adorar. Minha filha e meu genro foram para um pós doutorado dele de dois anos e o resultado são duas lindas netas alemãs rsss. Adoro a Alemanha (Hamburg) em especial.
    Desculpe se saiu alguma coisa errada pois estou digitando num tablete e fico meio atrapalhada rsrs.
    Um carinhoso abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rose, muito obrigada pela visita e pelo comentário tão gentil. Vou olhar o site, e principalmente o blog da Liana :)
      Gosto muito da Alemanha, mas ainda falta conhecer Hamburg. Alias, é uma cidade que prospectamos quando a ideia de ir pra Europa ainda era uma ideia, rs. Beijos!

      Excluir
  2. Gabi, eu fiquei muito nesse limbo antes de vir pra Irlanda, porque já tava num mindset de ir morar fora, não queria fazer mais nada no Brasil... isso que em tese, eu voltaria pra casa em um ano! rs. Não consigo imaginar como é mudar de país assim, de verdade. Mas você vai se dar bem e vai ficar tudo certo, tenho certeza! ps.: escreve no blog todo dia sim! adoro limbo criativo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bárbara, depois da nossa conversa semana passada fiquei pensando, e usando algumas coisas que você disse, entendi melhor o limbo, rs. Como você disse, todos perdemos em alguns aspectos deixando a nossa "casa" e ganhamos em outro. Acho que estou me sentindo meio no vazio porque por enquanto só estou sentindo as perdas, sabe? Sei que os ganhos virão, mas eles ainda são intangíveis.

      Quanto ao blog, só estou segurando a onda no overposting porque eu não dou conta mesmo, hahaha.. Tenho as ideias, mas não consigo por elas pra fora de uma vez. Quem sabe um dia eu chegue lá. Beijos!

      Excluir
  3. é mesmo sempre assim antes de uma grande mudança que parece näo querer chegar. e näo tem mesmo muito o que fazer além de ter paciência e fazer planos... e se agarrar nos planos!
    e sobre fazer planos... olha eu vindo aqui recomendar facebook pra alguém. mas eu tô. num simpatizo muito com aquela rede lá näo, mas ela me ajudou pacas quando mudei de cidade. entäo... cata por lá algum grupo de brasileiros em berna e sai jorrando essas tuas dúvidas. normalmente tem sempre alguém pra ajudar ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tinha encontrado um grupo de Zurich, e achei meio desanimador o perfil do pessoal ativo por lá. Mas conselho vindo de uma escolada em mudanças, achei que deveria insistir haha. Acabei de achar um grupo de Bern e Zurich. Oremos :)

      Muito obrigada pelas dicas, Ana. Estou realmente precisando de injeção de esperança, sabe? Beijos!

      Excluir

Follow @ Instagram

Back to Top