o Aare e a diversão em Bern

Diria que esse rio verde, o Aare, é o grande responsável pelo charme de Bern. Va lá que as construções da cidade são um desbunde, tanto que o Centro Histórico é patrimônio da Unesco, mas o rio cortando a cidade é aquele toque final que faz toda a diferença. Li em algum lugar que é o rio mais limpo da Europa e, de fato, a cor da água é inacreditável.

Mas o melhor é que o povo aqui não deixa o rio só de enfeite não. No seu entorno tem várias piscinas públicas, quadras, parques, pequenas praias. Tem também a galera que se mete no meio do mato e vai para áreas sem estrutura, mas na beira da água, e leva sua própria churrasqueira e cadeiras. A galera se joga de verdade... Aos finais de semana quem anda pela parte baixa da cidade pode pensar que está numa cidade praiana. Todo mundo andando de biquini, carregando suas boias, estendendo a toalha e tomando um sol. Tem até os adeptos do peladismo, rs.
Eichholz, a praia do Aare, onde tem área pra acampamento, quadras de voley, bar, tudo pra aproveitar o verão
Mas o mais legal mesmo é se refrescar na água (bem refrescado, já que é bem geladinha, rs). Tem o pessoal que entra em Bern mesmo, pra um mergulho mais rápido, e tem quem pegue o trem e vá subindo, pra então descer pela água. O topo é em Thun, de onde você pode nadar por 4h pra chegar em Bern. A galera leva o bote no trem, as cervejas, o aparelho de som a prova d'água e pronto. Chega lá, enche e se joga no rio. 
O Rio corre de A (Thun) pra B(ern). A descida toda dura 4h. 
Num sábado aproveitamos que estava 30 graus pra começar a nos acostumar com água fria, haha. Pegamos o trem até Münsingen, que fica a uns 15 km do centro de Bern. Encontramos o pessoal do Aare Tubing no ParkBad, que é onde fica a piscina pública de Münsingen (em torno de 20 min andando da estação da cidade). Lá eles dão a bóia, colete salva vidas, um mapinha que mostra o trajeto e as saídas (custa 45 francos tudo, saindo desta parte. Saímos às 13:30 e podemos ficar com o equipamento até as 18h). De Münsigen até a área da praia em Bern, onde teríamos que devolver o equipamento, é em torno de 1 hora e meia de flutuação. Nós optamos por fazer de bóia porque somos iniciantes no negócio, e convenhamos que nadar em rio é algo que demanda experiência. A correnteza por lá é forte. 

Viemos flutuando lindamente, aproveitando a paisagem (deslumbrante, já que olhando contra a correnteza você vê os Alpes) e vendo o povo que vinha descendo - e bebendo - desde de Thun (4h de flutuação) ou de Uttigen (2,5 horas) chegando já alegrinho. É muito divertido, a galera vem cantando, pula do bote, nada um pouco, volta pro bote. E tem quem venha nadando mesmo, sem bote ou bóia. Todo mundo usa uma bolsinha impermeável pra por as coisas, e aí já usa ela como flutuador. 
O pessoal do bote e o pessoal que vem nadando free style hahaha
Tem os momentos de atenção, tipo quando você vai passar debaixo das pontes. É de bom tom ficar esperto pra não dar de cara com o pé da ponte, né.  E tem ainda os adolescentes malas que pulam das pontes pra jogar água em quem ta passando embaixo de boia:
Mesmo de bote é difícil não se molhar, pois adolescentes são adolescentes em todo lugar
Tem ainda quem se atrasa pro passeio, e depois fica esperando os amigos em cima de uma ponte. Quando eles passam em baixo, você pula e vai se juntar a eles:
Povo joga a bolsinha primeiro e pula atrás, pra encontrar os amigos que já estão navegando
A saída é um pouco complicada. São váááárias escadinhas ao longo do trajeto, centenas. Aí você tem que conseguir se agarrar em uma e sair. Foi aí que eu tive um pequeno acidente. Quando o instrutor falou que a gente tinha que sair em Eichholz, eu entendi que era onde acabava a área de navegação. Ou seja, TINHA que sair ali. E aí que fui passando várias escadinhas e não conseguia me agarrar em nenhuma, e entrei em pânico. Me joguei da bóia, que acabou virando na minha cabeça e quase me afogou, rs. Consegui sair dela e me agarrar num troço lá, e uns suíços fofinhos vieram me resgatar. Acabei meio assustada e roxa, rs. Mas depois vi que foi ridículo, porque tinha mais uns 3 km de rio navegável pra eu descer, ou seja, pânico a toa. 

Achei incrível ter assim, pertinho de casa, uma fonte tão incrível de lazer. A estrutura é excelente, a água é de uma limpeza absurda, e no meio da cidade. Já estamos planejando comprar o nosso bote, haha. E quando estiver com preguiça de enfrentar a correnteza, sempre rola uma piscininha, né:
A piscina pública de Münsingen - e o povo aproveitando essa grande piscina linda que é o Aare
Como essa também tem a piscina pública de Muri, a de Marzili (essa, no centrinho de Bern, logo embaixo do parlamento) e a de Lorraine, todas na beira do rio (tem outras pela cidade, mas fora do caminho do Aare). Pras crianças é uma boa, já que o rio é perigoso por conta da correnteza. 
Piscina de Marzili, com o Parlamento ao fundo
E o povo curtindo um solzinho
Pra uma criatura do verão, da praia, como eu, foi uma surpresa pra lá de boa saber que moro numa cidade "praiana", rs, onde o verão e a jogação na água é levada a sério. É o que temos feito nos finais de semana - e inclusive pra onde estamos indo daqui a pouco, pra ~praia~. Pra quem quiser me visitar, fica a dica: venha no verão e traga roupa de banho.

11 comentários:

  1. Wow...Que maravilha...nao conhecia esta "praia". Bom fim-de-semana ;-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É pura diversão no verão. Quando estiver por aqui, aproveite :)

      Excluir
  2. Nossa Gabi, nunca imaginei um passeio como esse! Que incrível! E o rio é lindo mesmo!
    Que bom que já encontraram um ap pra morar! Agora é ir se adaptando aos poucos!
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também nunca imaginei, Ana. Alias, nós paulistanos não estamos acostumados a ver um rio como lazer, como parte da cidade, né.. Quem dera poder nadar no Pinheiros, rs. Aí a gente acaba se surpreendendo com essas coisas. Mas foi uma ótima surpresa! Beijos

      Excluir
  3. que lindinho. e como vcs são aventureiros viu. eu ficaria cheia de medo rs. meu lance é mais piscina mesmo.
    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou dizer que eu não pensei muito, vi o povo se esbaldando tão naturalmente que achei que era tranquilinho, rs. E foi, exceto a saída. Mas as piscinas são ótimas também, e públicas em sua maioria :) Beijos!

      Excluir
  4. Gabi, eu ri de você falando do desespero pra sair do bote porque eu sou assim. Não sei nadar, então qualquer coisa que envolva água fico totalmente desesperada... d qualquer forma, um passeio super gostoso, né? Acho que a Suíça vai trazer muita alegria pra vocês!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nunca fui de me desesperar, mas também nunca tinha nadado em rio, rs. Então vamos aprendendo! Olha... as coisas tem seus altos e baixos, em breve escreverei sobre algumas percepções. Mas também estou confiante de que a vida vai ser bem feliz aqui!

      Excluir
  5. Achei hilario o encontro dos atrasados, joga a bolsinha e depois pula atrás e pega o bote andando (literalmente) hahahahhaa
    Muuuuuuuuuito legal essa estrutura toda do rio, Gabi, baita lazer pro verão, e fora que esse rio é realmente muito lindo!
    Bern tá me conquistando cada vez mais, culpa sua! :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu quase não acreditei quando percebi a primeira vez.. O bote aproximando, os amigos gritando, o cara pulou lá de cima, veio nadando e subiu no bote hahaha... Depois a cena se repetiu várias vezes, hilário mesmo. Vou dizer que Bern no verão é realmente encantadora. Oremos pelo inverno hahaha! Beijos

      Excluir
  6. eu acho impressionante como tantas cidades (algumas mais, outras menos) na europa prezam pela natureza. você mora lá no meio da urbanizaçäo, mas é só pegar um metrô e rapidinho tá lá no meio de um lago/rio/floresta... adoro isso.
    muito massa esse passeio no rio... e a cor da água!?`que incrível!

    ResponderExcluir

Follow @ Instagram

Back to Top