Swissagens - Capítulo 1

Resolvi abrir uma coluninha aqui pra tratar de alguns peculiaridades do dia a dia na Suíça, porque é o tipo de coisa que eu gosto de ler sobre qualquer lugar. E, principalmente agora no começo, que tudo gera estranhamento/encanto vou ter muito material pra isso. Voilà.



* * * 

Quando estávamos procurando apartamento, recebemos o seguinte conselho: durante a visita ao apartamento, olhe para a caixa postal dos vizinhos e se você vir muitos nomes suíços, fuja. Isso porque, segundo explicaram, os suíços são super apegados às regras, sendo a maior e principal delas a do silêncio. O que nos disseram foi que se você morar num prédio muito suíço e tomar um banho depois das 10 da noite, periga encontrar a polícia na porta a hora que terminar. 

A real é que não deu nem tempo de por em prática essa estratégia, já que 10 minutos depois do conselho dado recebemos a notícia que tínhamos conseguindo nosso apartamento. Quando fomos pegar as chaves, eu dei um suspirinho ao perceber que somos um prédio de imigrantes. E de fato, aqui não tem tempo ruim. O pessoal toma banho depois das 10, seca cabelo, ouve música, assiste TV, bate papo, e eu não vejo problema nenhum, muito pelo contrário. Me faz sentir mais em casa (e também porque não há abusos, aparentemente todo mundo tem bom senso). 

Diz que o povo leva o silêncio muito a sério aqui na Suíça. E isso é perceptível no silêncio da cidade depois das 8, 9 da noite. É ainda mais perceptível aos domingos. Ouvi um relato de uma pessoa que foi dar uma limpadinha na casa num domingo a tarde e tomou sermão da vizinha (e nem tinha ligado o aspirador, viu, só estava a caminho do lixo com saco na mão). E uma amiga que passou um tempo por essas bandas falou que tomou pito por tomar banho tarde da noite, que o barulho da água escorrendo pelo cano acordava pessoas, rs. 

Agora, lhes pergunto: como um país obcecado por silêncio permite que igrejas badalem seus sinos de FUCKING 15 em 15 minutos? Eu não sei. Na primeira noite aqui em casa, fiquei esperando os sinos pararem às 22h. Quando a meia noite, o sino não só não tinha parado, como badalou suas 4 badaladinhas curtas seguidas das 12 badaladonas, eu quis chorar. E assim foi à 1h, às 2h, e por aí vai. Por exemplo: à 1:15 ele da uma badalada curta, à 1:30 ele da duas, à 1:45 três e às 2 ele da quatro curtas e duas longas. As longas vão seguindo a hora do dia, consequentemente aumentando a cada hora. VINTE E QUATRO HORAS POR DIA. SETE DIAS POR SEMANA. 

Devo dizer que naquela primeira manhã aqui em casa, depois de uma noite mal dormida, olhei pela janela, vi a igreja e dei uma chorada. Perguntei pra Mateus como que comemos essa bola e não percebemos isso. Mas a verdade é que eu nunca perceberia... Nunca que ia imaginar que nesse país tão silencioso os sinos iam badalar dia e noite. E pior: reparei bem, e eles estão pela cidade toda, pelo país todo. Não tem lugar daqui em que você não escute um sino badalando na hora certa. Ao menos, me restou de consolo saber que não tinha saída. Terei que conviver com os sinos mesmo. Mas morrerei sem entender como esses suíços deixam isso acontecer hahaha... 

10 comentários:

  1. Hhahahaha tomar banho não pode, mas um fucking sino pode.. realmente não dá pra entender!
    Faça uma enquete aí com os suíços, Gabi.. e depois venha mostrar pra gente o resultado de qual é a logica do silencio deles hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, o dia que eu conhecer um suíço, farei a tal da enquete haha.. por hora só escuto falar deles, mas ainda não conheci nenhum.

      Excluir
  2. Oi Gabi, leio sempre o seu blog mas dessa vez tive que comentar: aqui na Itália o conselho que dão é justamente o contrário, fugir de vizinhos imigrantes (mas o motivo aqui é racista mesmo, muito triste). E por incrível que pareça, aqui os sinos param de tocar por volta das 9 da noite. Em dia de festa religiosa é um tormento, mas pelo menos existe o bom senso de deixar o povo dormir sossegado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, já ouvi que a questão da imigração aí na Italia é mais "embaixo". Uma pena. Aqui, até mesmo pelo país ser composto de 25% de não suíços, acho que a coisa é mais civilizada. Meus sonhos que os sinos parassem as 21h, certamente me garantiria sono mais tranquilo haha.

      Excluir
  3. Tô rindo aqui porque você detalhou precisamente como é atordoante o barulho dos sinos. Quando fui visitar minha amiga na fronteira vivi esse momento. Ela morava exatamente de frente pra p* do sino. Na primeira noite eu não consegui dormir. Me doía tudo cada vez que ele começava a bater. Na segunda já não dei tanta atenção e nas outras duas nem liguei mais. Moral da hisória: você também vai se acostumar hahahaha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assim espero. Estamos há 40 dias no apartamento, e continuo acordando com os sinos. Já não acordo mais de hora em hora, rs.. noite passada acordei somente na badalada das 4 horas hahaha. Tenso, viu.

      Excluir
  4. Oi Gabi, acho que o jeito é colocar na hora de dormir aqueles protetores de ouvido. Vc conhece?
    Pelo menos até vc acostumar.
    Abs
    Rose

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Rose... meu sono é muito perturbado rs. Eu não consigo usar esses protetores porque ai fico escutando os "meus barulhos" e sigo sem dormir. Barulho de respiração, da saliva, ahaha.. Mas tenho fé que um dia acostumo. Bejo

      Excluir
  5. What, sino a noite t-o-d-a??!!! Acho que eu tacava fogo na igreja, eu heim...kkkk. E meio surreal ler que agua escorrendo na casa dos outros incomoda e badalada de sino nao, realmente nosso mundo e um lugar muito interessante, cada cultura, cada pais com suas diferencas e estranhezas me surpreende e encanta.

    Acho que meus vizinhos sao suicos entao, por que assim que mudei ate o barulho do liquidificador era motivo pra ouvir alguem batendo na porta pra reclamar...rsrsrs.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha.. é possível que você, desavisadamente, tenha ido parar num prédio suíço haha. Agora falando sério, não me entra na cabeça uma coisa dessa.. que o povo se irrita com tão pouco e deixa esses sinos badalarem pelo país todo. É como você disse, coisas que surpreendem e - as vezes - encantam haha. Beijos!

      Excluir

Follow @ Instagram

Back to Top