O que ando fazendo?

Desbravando muitas lojas de segunda mão. A Suíça é cara, não sei se já falei por aqui haha. Tudo custa muito dinheiro, e se você não quer/pode gastar muito acaba sempre nas mesmas lojas: H&M e Zara para roupas e sapatos, Ikea para casa, Migros e Coop para o resto. Mas aqui tem muitas lojas de segunda mão, as Brockis, e pra quem tem olho bom - eu! - e paciência, dá pra achar muita coisa bacana em perfeito estado. Pois bem... Eu, como tenho todo tempo do mundo, ao menos uma vez por semana vou à alguma brocki garimpar coisa pra casa. Foi assim que compramos taças de vinho de cristal, uma cômoda dos anos 20 para o quarto (e já vem montada, sem sofrimento de montagem da Ikea), um jogo lindo de picnic, entre outras tranqueiras. No Brasil essa cultura de reaproveitar coisas usadas, passar pra frente, está começando a decolar. Mas por aqui é uma realidade forte, e eu e meus poucos francos adoramos. 
A chiqueza do meu kit picnic <3
* * *
Fui cuidar de um grupo de 18 meninas numa viagem à Lausanne. Pois é, nessa de arrumar o que fazer eu tenho inventado muita moda haha. Matt é técnico do time de volei da escola em que da aula, e a partir de agora quase todo mês eles tem torneios Suíça afora. Então me voluntariei para acompanhar o time e cuidar das meninas, para fazer algo diferente e não ficar sozinha em casa. Depois de acertado que eu iria nessa primeira viagem, me deu um pânico, afinal de contas é uma grande responsabilidade cuidar de 18 meninas entre 13 e 17 anos. Fomos sexta a tarde e voltamos sábado a noite, tudo de transporte público (algo impensável no Brasil). No fim as meninas são umas graças, super boazinhas e obedientes. Eu não estou mais acostumada a conviver com adolescentes, e dei belas risadas com suas ingenuidades, trapalhadas e emburradas. E apesar de não ter dado tempo de passear por Lausanne, só de ver a cidade de dentro do trem e do ônibus eu já fiquei encantada, curiosíssima para visitar. Lausanne fica do lado francês da Suíça, na beira do lago Geneva. É incrível sair do trem depois de 1h e, dentro do mesmo país, estar num lugar que só se fala francês, ninguém entende alemão e a arquitetura é algo tão diferente. Enfim, já quero planejar minha próxima ida pra Lausanne - e no fim do mês tem mais torneio de volei pra acompanhar. 
Da varanda do hostel, o sol se pondo...
... e nascendo em Lausanne, pra me deixar com vontade de voltar logo
* * *
Fiz minha primeira prova de nível na escola de alemão. Os cursos de alemão, em geral, se dividem em A1, (nível básico), A2 (intermediário), B1 (nível avançado), B2, C1 e C2 (para diploma). Na minha escola, os níveis se dividem em 3 sub-níveis - A1.1., A1.2 e A1.3, etc. Eu comecei no A1.1, que é o básico do básico, pra quem não sabe nem falar bom dia. São 2h de aula todos os dias, com uma professora alemã, que embora fale várias línguas, inclusive português, fica só no alemão. A gente faz as perguntas em inglês, e ela responde em alemão, até se fazer entender. Fui super bem na prova e fiquei orgulhosa, tirei 5,7 de 6. Pra quem está começando do zero, achei muito bom. E a minha expectativa nem era de ir bem, era somente a de não me sentir uma idiota sem saber o que fazer com a prova na mão. Então estou pra lá de satisfeita! E essa semana comecei o A1.2. Diz a escola que quando terminarmos o A.1 - o que se espera em 3 meses, estaremos aptos a falar em alemão na escola, porque todo o vocabulário pertinente terá sido coberto. Oremos. 

* * *
Descobri um lado novo da vizinhança. Eu moro em Ostermundigen, tecnicamente uma cidade nos arredores de Berna. Eu a vejo mais como um bairro, pois há duas quadras aqui de casa já é a Capital. O que divide as cidades é a estação de trem: de um lado dos trilhos é Berna, do outro Ostermundigen. Mateus trabalha em Muri, outra cidade nos arredores. Daqui de casa ele vai até a escola em 12 minutos pedalando, num caminho tão delícia que qualquer hora postarei sobre ele. Mas fato é que a gente só conhecia esse lado, entre Ostermundigen e Muri. Essa semana eu estava enlouquecida pra aproveitar, pois a previsão do tempo estava anunciando o fim oficial do verão. Então todos os dias eu levei Frida, minha bike, pra passear. Foi assim que descobri o outro lado, em direção a Ittigen, uma outra cidade vizinha. Por ali encontrei um centro comercial bem gostosinho, um hospital com ares de castelo, uma imensa loja de flores - minha atual paixão -, jardins fofinhos, um centro de escalada indoor e uma floresta. Estou absolutamente in love com a floresta de Schermenwald, e desde que a descobri semana passada já voltei lá 3 vezes, tamanho amor. E nada como gostar de onde a gente mora, né? Por aqui já percebi que Ostermundingen não é exatamente popular, quem gosta ama mas muita gente torce o nariz. Percebi também que isso se deve a ser uma área com muito imigrante - tem muito indiano, turco e imigrados do Sri Lanka, entre outros. Eu, no entanto, estou amando. Adoro a pluralidade, adoro os mercadinhos indianos e mediterrâneos, adoro o fácil acesso que tenho à Berna e às outras cidades, e agora amo essa natureza linda que descobri. 
Hospital Universitário de Psiquiatria
Frida prestes a adentrar Schermenwald

Imagina com as cores de outono? Mal posso esperar
Ittigen
Uma das coisas que mais gosto por aqui: self pick flower shopping
No fim, as vezes eu fico reclamando que não tenho muito o que fazer, mas estou bem aproveitando o meu tempo livre, vocês não acham?

19 comentários:

  1. Sou doida para conhecer uma Ikea hahaha e gente, alemão é difícil demaaaais! Não consigo fazer uma pronúncia decentemente :( boa sorte aí!!!

    beeeijo :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, eu era doida pra conhecer também, mas agora peguei PAVOR da Ikea, hahaha.. até escrevi sobre isso já! Acabou que prefiro comprar móveis montados, me dão menos dor de cabeça haha. beijos!

      Excluir
  2. Que lindeza, gabi, você com certeza tá aproveitando bem seu tempo por aí. Adorei seu kit de picnic! hahha
    E viu só, você tá se saindo bem com o alemão, daqui um tempo você com certeza vai tá batendo o maior papo com os suíços tudo! :)
    E o que falar dessa lindezinha de bike, adorei o nome também!
    Eu faço escalada indoor, Gabi, é muuuuuuuito bom, aproveita que tem por aí e faz também, vai que você gosta.. é ótimo ter essas opções indoor, ainda mais em países chuvosos, com muita neve ou muito frio.

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu queria fazer escalada indoor mas penso que não tenho força nos braços haha. Vamos ver se a hora que o inverno apertar e eu estiver entediada não me aventuro, né? Alias, isso é bem bacana. Tem bastante coisa pro lado de dentro, pra aproveitar no inverno. E sim, a Frida é linda de viver hahaha.. Faz uns barulhos de vez em quando, afinal de contas é uma jovem senhora, mas é minha parceira haha! Beijos

      Excluir
    2. Você viu o tamanho dos meus bracinhos, Gabi? Hahahaha se eu consigo todo mundo consegue! Dá uma dor desgraçada nos braços, mas vale a pena, depois me conta se vc resolver tentar! hihih :) no final das contas não é nem muita força nos braços, no começo a gente tende a jogar todo nosso peso do corpo pros braços, mas depois parece que vai ficando mais leve a coisa xD

      Excluir
  3. Gabi, que bom que você está aproveitando o seu tempo livre para fazer essas pequenas grandes descobertas, que delícia!!!
    Eu adoro as brockenhaus, mas confesso que até hoje só comprei coisas pequenas por lá (vasinhos e jarrinhos de porcelanas para decoração), mas já vi coisas interessantíssimas por lá. Vale garimpar mesmo!
    Eu adoroooo essas áreas multiculturais, acho muito interessante. Em Zurique também tem muitos bairros assim e dá pra encontrar de um tudo, principalmente para cozinhar. ADORO!!!
    Diz a meteorologia que mais frio vai chegar esse final de semana. Veremos e oremos! Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu no começo torcia bem o nariz pra determinadas coisas usadas, como copos e taças.. ainda mais que em algumas brockis fica tudo empoeirado, né. Mas dado o preço das coisas por aqui, eu rapidinho abri a cabeça hahaha! E tem que garimpar, porque tem muito cacareco, coisa velha demais. Mas quando você acha algo novinho, bom, vale muito a pena.

      Eu outro dia dei uma passada rápida ai em Zurich e passei por um bairro que achei bem com essa cara, misturadão. Não sei te dizer o nome, mas gostei muito! Beijo

      Excluir
  4. Amei o nome da tua bike!!! Que bom saber que aos poucos a vida está tomando um rumo e você está curtindo os teus dias. Certeza que você vai estar tirando alemão de letra em pouco tempo. Muita sorte, Gabi e dias lindos de outono aí pra vocês!
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha.. que bom que você gostou da Frida. É uma mistura da liberdade que a bicicleta me dá com alemãozisse, né. Tem que entrar no clima :)

      Um outono bem lindo pra vocês três, Ana. Tire muitas fotos lindas pra gente babar! Beijos

      Excluir
  5. AAAAAAAAAAAAAAAAAH QUE AMOR <3 Eu amei esse kit de picnic, tô chocada com a beleza vintage dele. E eu tô estudando alemão sozinha, não vejo a hora de aprender e conseguir formar um diálogo - eu sempre tenho que pensar muito porque meu cérebro dá um nó com português, inglês e espanhol kkk Mas tenho muita vontade de aprender essa língua dos meus ancestrais. Tô apaixonada pela tua vida aí e achei super legal que tu embarcou nesse desafio com os adolescentes, ao invés de ficar em casa. Parabéns pela tua iniciativa!


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu to na mesma, Thayse. Toda vez que tenho que abrir a boca, sai inglês, espanhol, portugês, até o DA (sim em russo) sai, mas o alemão se enrosca todo, fico toda confusa. Mas estou confiante, rs. Vem passear aqui, a gente faz um picnic vintage haha. Beijos!

      Excluir
  6. Gabi, amei seu kit de picnic, é uma graça! E parabéns pela prova de alemão, você foi super bem. É tão bom ter essa sensação de achievement, né? E cara, tô amando todas as fotos da Suíça que você tem postado aqui no blog - quero te visitar! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A sensação foi de achievement mesmo, mas agora quero ver voltar depois de uma semana faltando na aula.. vou ficar mais perdida que não sei o que, mas vamos que vamos.

      Vem me visitar sim, e embora eu queira que todo mundo me visite agora, eu achei o verão daqui a coisa mais linda. Vai juntando um dinheirinho, e vem no verão que vem :) Meu sofá está às ordens

      Excluir
  7. Parece que voce tem muito o que fazer Gabi, e tanto lugar novo pra descobrir e coisas pra peregrinar na brecho que to ate cansada em pensar...srsrs. Esse kit picnic ai e tudo de bom heim, super pratico e chique pra aproveitar uma refeicao ao ar livre com muito charme. Não sei se foi pra ser engracado mas quando voce falou do movel dos anos 20 que ja vinha montado eu chorei de rir, por que depois de montar tanto movel tudo que a gente quer e comprar algo e nao ter que montar, compartilho do seu panico...rsrsrs.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem muito humor involuntário por aqui, Monique hahaha.. Eu realmente to numas que quero comprar tudo montado. Outro dia fui numa loja e quaaaase convenci o vendedor a me vender o mostruário. No fim não deu, montei uma cômoda e fiquei cheia de bolha nas mãos. Que saco que é!

      Excluir
  8. Nos últimos dias do verão cruzei de Lausanne para a França em 35 minutos de barco...
    O dia mais surpreendente de todos os meus 40 anos de vida vivi em Evian!
    Quero sacudir todo final de semana 8 horas para ir e vir, cruzei de bus por 1.50€ para a Les-B num sei o que mais e voltei correndinho para surpreendente Evian.
    Recomendo cruzar vale muiiito a emoção, queria ter comprado gordura de pato e pasme, vem da França, encontro aqui mas não encontrei lá!!!
    Creio que é por se tratar da região!
    Big bj!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que interessante, Marie. Eu acabei voltando em Lausanne para passar o dia sexta, vi os barcos saindo para a França e me deu vontade sim de fazer esse passeio. Numa próxima viagem irei fazer. Sou doida para conhecer a França toda, e tem esse pedaço tão pertinho daqui, né? Você mora onde? Beijo

      Excluir
  9. aah que bom que vc tá se ajustando a esse novo estilo de vida. o tenho certeza que em breve vc estará dominando o alemão. o matt já fala?
    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Matt fala bem pouco. Morou na Austria um ano então dá conta de não morrer de fome, haha. Mas nessas alturas o meu parco alemão já é melhor que o dele. Vamos ver, tomara que em breve eu esteja tagarelando hahaha. Bjo

      Excluir

Follow @ Instagram

Back to Top