Um resumo, do mês e da vida

Março foi um mês delicioso. Começou com Carnaval debaixo de um frio e tanto em Berna, e terminou com uma super primavera. Os dias aqui estão (bem) mais quentes, ensolarados e longos. Entramos em horário de verão e o sol dá a cara até depois das 20h. A cidade está toda florida, verde, animada. É incrível como Berna se transforma nos dias de calor. Todo mundo muda de cara, fica bem disposto, toma café na varanda, dá bom dia e sorri pra geral, senta pela cidade pra tomar sol e cerveja. É um permanente estado de bom humor.
O primeiro dia que sentamos pro lado de fora esse ano
Nesse mês também teve visita de uma amiga querida, teve viagem pra Barcelona, e teve o tal do Carnaval. Foi beeem diferente do Brasil, claro... Mas eu me diverti mesmo assim. Dancei, joguei - e comi - confete, bebi, e em dado momento, não fosse o frio, podia jurar que estava em Pinheiros, rs. 
Não tava em Pinheiros mas também não estava bebendo Catuaba ;)
* * *
Todo mês gosto de olhar pras minhas metas do ano e ver como me saí, principalmente aquelas metas que tratam-se de um processo contínuo, de uma mudança de hábitos. Mas vamos lá. Esse mês fui ao Café Einstein, um lugarzinho bem aconchegante na cidade velha. Não sei se já comentei aqui, mas Eistein morava em Berna quando desenvolveu a teoria da relatividade, e sua casa é um ponto de visita aqui. Embaixo dela tem esse cafézinho, e eu fui lá tomar um irish coffee no começo do mês, quando estava friozinho. Comi também no Yoojis, um restaurante japonês beeeem marromeno no shopping Westside. Até quebra um galho para quem ta na fissura de sushi, mas ta longe de valer o que se paga, rs. Num dia de pedalada com Mati acabamos num bar, o Punto, que é bem gostosinho, em praça aberta, estilinho meio alternativo. E por fim, no dia 31, fui ao Volver, um outro café, onde só tomei um drink, mas que onde preciso voltar porque vi as mesas ao lado comendo coisas apetitosas. Também fomos pedalando até a Muri Bad, a piscina pública em Muri, aqui perto. É um espaço bem gostoso, na beira do rio, pronto pra churrascos de verão e mergulhos naquela água gelada e clara do Aare. Ou seja, conheci muito mais que um lugar novo em Berna esse mês :)
O Aare em Muri - mais uma descoberta na vizinhança
Terminei o A2 do alemão. Já entendo bastante coisa, consigo me expressar, e na escola a gente bate papo as vezes na língua. Daí a me comunicar com os suíços são outros quinhentos. Não sei se já contei aqui, mas embora a língua que seja ensinada nas escolas suíças, e escrito em jornais, livros, etc, seja o Hochdeutsch (alemão da Alemanha), na rua, no dia a dia, o povo fala mesmo o dialeto. Diz-se Schweizerdeutsch (suíço-alemão), mas aqui em Berna é Berndeutsch mesmo. E é muito diferente do que a gente aprende. Eu simplesmente não entendo porra nenhuma, rs. As pessoas, claro, sabem falar o alemão "clássico", é o que elas aprendem na escola também. Mas daí a querer, né... é meio frustrante estudar, estudar, e seguir no escuro, mas ok. Vamos que vamos. Agora em abril dou uma pausa, e em maio começo ele, o tão aguardado B1. 

Tenho pedalado todos os dias pra cidade. Março foi o primeiro mês em que não comprei o passe mensal de transporte. Com os dias bonitos e sem muita chuva, deu pra ir pra escola de bicicleta quase todo dia, vendo as flores brotando e curtindo a paisagem. Eu adoro, e já estou melhor condicionada para encarar as subidas que o relevo suíço impõe - e encarar os malditos trilhos de bonde. Nessa de aproveitar o tempo bom, teve dia que rodei metade da cidade de bicicleta, conhecendo lugares novos, indo encontrar Mati no trabalho e explorando com ele. 
A primavera aparecendo na cidade

Os jardins comunitários - aqui perto de casa tem um imenso e eu nunca tinha visto. Pedalando e explorando.
Também em março finalizamos as ski fridays. O lugar onde a escola vai, Zweisimmen, não é muito alto e já está fechado para esqui por falta de neve. Então a escola vai sempre as duas primeiras semanas de março e encerra. Embora eu já estivesse satisfeita com minha evolução, devo dizer que nessas duas últimas semanas eu dei um salto na desenvoltura, rs. Consegui descer a montanha sem tremer na base, sem ficar com medo de olhar pra baixo. Se na primeira semana que tentei a pista azul eu amarguei 2h de descida, foi LINDO descer essa mesma pista em 20 minutos na última ski friday. Missão cumprida. 
Eu e meu companheiro de tombos
* * *

Junto com o fim de março, sempre vem o fim de um ciclo pra mim. Amanhã, dia 4, é meu aniversário. Amanhã, especificamente, faço 31 anos. Eu nem sei como eu imaginava que seria a minha vida ao fim dos 30 anos. Mas tenho certeza que não imaginava que ela seria como é: casada, madrasta, morando na Suíça, sofrendo de saudade da família e do meu bebê, mas vivendo tanta coisa boa e diferente. Que estaria num standby da carreira, aprendendo alemão, e passando os perrengues que vem junto com a imigração. 

Meu último ano foi uma montanha russa de emoções. Entre o 4 de abril do ano passado e hoje tanta coisa aconteceu... Casei, pedi demissão, enfiei a vida em 7 malas, chorei no aeroporto com meus pais, conheci países novos, encontramos um lar, fiz amigos novos, chorei de saudade dos velhos, dancei na neve, na chuva, aprendi a esquiar, a falar um pouco de alemão, comi coisas diferentes, senti muita saudade de São Paulo, de Pinheiros, e da casa dos meus pais em Pariquera. 

Eu estou exatamente onde a vida quis que, aos quase 31 anos, eu estivesse. Não me sinto velha, não me sinto cansada, não me sinto triste pela passagem do tempo... Tenho na cabeça um baú incrível de memórias que me prova por a + b que não perdi tempo nessa vida, que aproveitei cada segundo, e sigo aproveitando. Me sinto jovem. Esse recomeço todo fez eu me sentir muuuuito jovem. Aprender a falar de novo, a ler e escrever de novo, aprender até modos sociais, como estou aprendendo na Suíça, me faz achar que sou uma menina. E não tem nada melhor do que ter a experiência de 30 anos nas costas e se sentir novinha, não? Pois é. Que os próximos anos 30 sejam tão aventureiros, bagaceiras e felizes como os 30 que passaram. 

10 comentários:

  1. Quem sabe o que está reservado para a nossa vida, né Gabi?! A gente pode até fazer planos, mas ai vem a vida e as vezes faz tudo diferente. "Eu estou exatamente onde a vida quis que, aos quase 31 anos, eu estivesse"... adorei isso!! Realmente eu acredito que seja por ai mesmo. Nós estamos onde precisamos estar.
    Você é ariana como o meu marido: o signo da coragem (e da impaciência, hehehe)
    Bjs e desde já um feliz aniversário!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem quem diga que é satanáries hahaha... Não somos fáceis!
      Beijos e obrigada pelo carinho!

      Excluir
  2. Parabens Gabi, feliz aniversario e tudo de bom no seu dia e que essa nova fase seja mais feliz ainda, doce e cheia de supresas boas! Linda reflexao e concordo, nao tem nada melhor que aproveitar a vida e nao perder tempo, alem de se sentir jovem, o que by the way, voce e super nova menina, voce vai internalizar que os 30 sao os novos 20...rsrs.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou de acordo: os 30 são os novos 20, rs. Beijos, e obrigada <3

      Excluir
  3. Amei suas fotos, seu gif, seu post. Quanta coisa linda! E caramba, você já está no B1, parabéns! Sei que aprender alemão não é fácil - ainda mais no seu caso, que tem que aprender alemão AND uma vertente da língua local. Vá em frente que esse alemão te abrirá muitas e muitas portas! Sobre o ski, mulher, cê tá arrasando demais, praticamente uma suíça! Amei esse seu último parágrafo e me identifiquei demais com você. Parabéns demais demais demais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho sempre, Bárbara <3

      Excluir
  4. Que lindo esse post! Que palavras lindas! E é mais lindo ainda ver a forma como você encara as mudanças. Sabe das dificuldades mas tem sempre aquele pensamento de que vai dar tudo certo. E vai mesmo Gabi! Logo mais você estará dominando a língua e até batendo papo com os suíços :). Adoro seguir seu stories e ver você pedalando por ai. Já vi que seu niver foi demais, com direito a pão de queijo e guarana. Parabéns novamente e que esse ano seja de muitas conquistas! Saúde querida! Um beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Ana. Eu estou respirando amor nesses dias.. É muito gostoso receber palavras bonitas assim <3 Beijos!

      Excluir
  5. Que resumo do mes mais delicia, Gabi, amei tudo <3
    É tão legal te acompanhar e ver como você tá lidando e aproveitando todas essas mudanças todas, é sempre muito inspirador! Que esse novo ano seja repleto de muitas aventuras legais. Ja já você vai tá dominando o alemão e o dialeto local e ninguem vai te segurar, Gabi! Lembro quando minha tia morou na Alemanha na fronteira com a Suíça e como foi bem dificil pra ela no começo, mas depois... só alegria! xD
    Falando em bike, eu to aqui pensando em pegar um bike pra mim, me livrar de ter que pagar transporte publico e aproveitar os dias gostosos de primavera/verão, só preciso perder o medo de pedalar junto com os carros, sem or haha
    Beijão, Gabi e um ótimo Abril aí pra você! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Delícia é esse comentário Taís <3
      Muito obrigada pelo carinho.
      E meu, se joga na bike... no começo da medo mesmo, aqui as vezes você ta pedalando e de repete o bonde passa a 5 centímetros de você hahaha.. mas depois acostuma. Pra gente que é criada em SP parece meio loucura pedalar no meio da carraiada, mas vale a pena encarar o desafio. Além do exercício básico, aproveita-se muito mais a paisagem, o dia, sabe... Me deixa mais feliz por aqui :)
      Bom abril pra você também. Beijos!

      Excluir

Follow @ Instagram

Back to Top