Bangkok


Tínhamos lido bastante coisa sobre Bangkok pela internet, mas foi maravilhoso chegar lá e ter uma amiga querida como guia. A Elô mora há 4 anos na Tailândia, 3 na capital, então manja muito. Estávamos cansados e sem muita capacidade de pensar, então fomos só seguindo a mestre rs. Bangkok é bem doida, e tem MUITO trânsito, naipe São Paulo. Se demora 40 minutos de taxi pra ir pra qualquer lugar, de transporte público então, uma hora e pouco entre trocas e afins. Mas se vale incluir a cidade no roteiro? Vale muito. Nós visitamos muitas atrações, e entre uma coisa e outra comemos muito bem, fizemos massagens e eu fui muito feliz. Entre tudo que fizemos, tive meus favoritos:

Wat Pho e o Wat Arun, dois dos maiores templos da cidade.
Ambos ficam na área mais antiga da cidade, próximo ao Gran Palace, o palácio do Rei da Tailândia - fica a dica de fazer os três no mesmo dia para quem quiser. O Wat Pho é o templo do Buda Reclinado, e é bem lindo, mas bem cheio. Ficamos nos perdendo por lá umas duas horas. A entrada custa 100 bahts e te dá direito a uma garrafinha de água, adorei. O pé do Buda, que dizem guardar a solução para todos os problemas do mundo, está em reforma. Mas ainda assim, deu pra olhar. É super cheio, e eu fiquei de cara que lá tem aviso para prestar atenção com batedor de carteira. Sério, tem que ser bem filho das puta pra ir roubar gente em templo sagrado, rs. Mas enfim... Outra coisa que adorei lá foi um negócio que você vai jogando moedinhas nuns "cestinhos" de metal e mentalizando coisas boas. Diz que da sorte. De lá seguimos até o pier que tem ali na frente, e pegamos o barquinho sentido Wat Arun. No caminho já pegamos um por do sol escandaloso de lindo, e chegamos lá com uma luz incrível. O Wat Arun foi o meu templo favorito no país acho, principalmente porque chegamos lá faltando pouco pra fechar e ele estava bem vazio. Todas as torres são de azulejo, um mosaico lindo e interminável. Foi a imagem de Bangkok que ficou na minha cabeça <3
Coisa mais linda essa arquitetura e o sol refletindo nesse dourado todo
O famoso Buda Reclinado
<3
Um dos altares do Wat Pho
Eu e Elô fazendo o ritual da sorte com as moedinhas
e eu fazendo a blogueirinha hahaha
O Wat Arun do outro lado do rio e o pôr do sol mais maravilhoso
Torres de mosaico <3
E essa luz, minha gente, essa luz

Chinatown
Foi onde pela primeira vez meu coração parou e caiu a minha ficha que eu estava na Ásia. Um trânsito louco, cheio de motinhas buzinando, de letreiros iluminados com caracteres ininteligíveis, música, churrasquinho na calçada, uma loucura, mas no melhor sentido possível. Pra melhorar, nós chegamos lá de tuktuk - minha primeira viagem de tuktuk ever, e eu me diverti horrores, apesar de toda poluição inalada. Eu AMEI Chinatown. Ficamos andando por lá por algumas horas, comprei umas tranqueirinhas, vi uns ratos (ou gatos, como diria minha amiga haha), guardinhas gritando, cheguei que fiquei high, de tanto sentido aguçado de uma vez só. E não estou exagerando, minha cabeça até parou de funcionar, tamanha a intensidade do negócio. Mas adorei mesmo ficando doidona.


"eu quero comprar tudoooooo"
Além dos favoritaços, fizemos várias outras coisas legais, como ver o por do sol no Sky Bar do Lebua State Tower. Esse rooftop é famoso porque aparece no Se Beber Não Case. Tomamos o drink mais caro da viagem por lá, mas valeu a pena porque a vista e o ambiente eram bem gostosos. Foi no dia que chegamos em Bangkok, e foi bem poderoso ver aquela cidade de cima. A gente agora é bicho da cidade pequena hahaha.. somos facilmente impressionáveis com qualquer cidade maiorzinha, imagina com uma metrópole asiática?!

Também fomos ao Night Market de Pat Pong, uma das áreas mais turísticas da cidade. Esses mercadinhos noturnos nada mais são do que as famosas feirinhas, onde vendem muito souvenirs, tranqueiras falsificadas, gadgets, etc. Ali em Pat Pong também há muitas casas de Ping Pong show (digamos que show de pompoarismo, nos quais as mulheres "jogam"ping pong com a vagina), e casas de prostituição. É meio trash, mas é um belo retrato de Bangkok, da loucura, do caos, da turistada, do barulho, das luzes. Bangkok é uma explosão sensorial, e ali no Pat Pong você sente isso bem forte.
Pat Pong
Super Pussy, rs... pra se imaginar o que dá pra encontrar por ali
Das coisas que mais gostei por lá foi passear de barco no rio. Não fizemos nenhum passeio específico para isso, mas é uma das formas de transporte da cidade, e você pega barco da cidade velha até o skytrain, por exemplo. É um transporte "silencioso", e fora daquele trânsito caótico. Imagina se locomover no Tietê? Pois é.
Mesmo perdendo o foco dos passarinhos, eu amei essa foto... Essa luz ainda linda, o shape dos templos.. navegar em Bangkok pode dar uma paz
E a cara de rica?! Enfia onde?
No fim, eu fiquei bem impressionada com Bangkok. É uma cidade vivíssima, cheia de cultura, de vida. Muitos bares, restaurantes, ruas lotadas há qualquer hora, realmente me lembrou São Paulo. Mas aí por outro lado tem um rio navegável, tem todos aqueles templos, e tem os tailandeses... as criaturas mais risonhas que eu já vi <3
* * *
Pensando aqui como eu faria pra postar essas três semanas de viagem, resolvi fazer dois posts pra cada lugar que visitamos. Um contando um pouco da nossa experiência, e outro com dicas práticas. Acho que assim não rola postão imenso, rs, e fica mais organizado. 

4 comentários:

  1. Affffffffffffff... li, reli e post e fiquei olhando as fotos mil vezes, tá tudo incrível! Essa sua foto de rhyca no barco, essa sua no rooftop tá espetacular (quero os truques!), essa sua em Chinatown tá muito fofa também! Esses posts tão me deixando muito ansiosa - eu nem tava muito pensando em Ásia porque íamos pro Brasil e Chile primeiro, mas agora a coisa pesou! Quero!!!! Salvando todas essas dicas, acho que vai ficar legal dividir os posts entre dicas práticas e relatos - sempre fico na dúvida do que fazer e acabo fazendo mais um relato mesmo, mas é bom modelo o seu :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, eu já to ansiosa pela sua viagem, porque queria ir de novo tipo agora ahahaha.. eu amei muito a Tailândia, entendi super porque tem gente que viaja para lá repetidas vezes. Espero que os posts ajudem e te façam entrar no clima.
      Sobre a foto do rooftop, coisa de Mati haha.. eu não manjo mesmo!

      Excluir
  2. Menina eu me senti com vc nas ruas, no alto da cidade, na Chinatown. Eu senti sua emoção, sua curiosidade, sua felicidade. Adorei ver Bangkok através dos teus olhos!

    www.vivendolaforanoseua.blogspot.com

    ResponderExcluir

Follow @ Instagram

Back to Top