Planejando as férias

Tem tanta coisa legal dessas férias que to organizando ainda as ideias pra saber como vou contar tudo aqui. Mas acho que um começo é dar uma geralzona de como planejei as nossas três semanas de viagem, como ficou nosso roteiro, e alguns insights que podem ajudar quem queira se planejar para conhecer a Tailândia e Moscou :) 

Voo
A princípio iríamos para o Brasil nessas férias, mesmo tendo um casamento de amigas queridas na Tailândia. Porém as passagens estavam caríssimas (coisa de 1300 dólares por pessoa), e eu comecei a olhar como quem não quer nada as passagens para ir ao casamento, porque né, vaaai queee... Até que um dia apareceu uma passagem com preço muuuito atrativo pela Aeroflot, companhia aérea russa. Na volta o voo tinha uma escala de 12 horas de Moscou, e mais uma vez como quem não quer nada, fui olhar se aumentaria muito o preço trocar essas 12 horas por 72 e passar logo três dias lá. E não aumentava. Pronto, passagens compradas. E foi assim que definimos passar 18 dias de calor na Tailândia e 3 dias de frio em Moscou. 

Burocracias
Nem brasileiros nem americanos precisam de visto pra Tailândia. Já é uma facilidade. Porém brasileiros (e pessoas de alguns outros países listados aqui) precisam ter o certificado internacional de vacina contra febre amarela. É meio ridículo porque, por exemplo, um gringo que more agora no Brasil não será solicitado nem questionado na entrada, mas eu brasileira morando na Suíça, ou você morando em Londres, e sem visitar o Brasil há anos, deverá mostrar. Mas enfim, é um dos poucos motivos pelos quais você pode ser barrado na Tailândia, então atenção. Chegando lá no aeroporto é tudo meio desorganizado, mas antes de passar pela imigração, passe no balcão da "vigilância sanitária" deles, preencha o formulário, mostre o comprovante de vacina e pegue o carimbo. Com isso você imigrará tranquilamente no país. Ainda no campo das burocracias, Mati teve que fazer um visto para a Russia (nós brasileiros não precisamos). Foi um pé no saco esse visto, e não vou entrar em detalhes aqui porque acho que não tem americano lendo esse blog, rs.. mas quem quiser saber mais me fale nos comentários e a gente troca um email haha. 

Estadia
Acabei organizando tudo pelo booking.com porque queria ter a flexibilidade de poder cancelar, mudar, etc. Teve de tudo: hostel, bed and breakfast, bangalô, ibis e até um hotel cinco estrelas. Grande variedade. Estadia na Tailândia é bem barato, então é uma oportunidade de eventualmente ficar em lugares melhorzinhos. Mas se for alta temporada (como era no nosso caso), vale se antecipar para pegar os melhores deals. A gente começou a organizar a viagem tarde, já no fim de outubro, e os hotéis realmente bons e baratos já eram. Ainda assim, deu pra se virar legal. Na Rússia optamos pelo Ibis porque para fazer o visto de Mati ele precisava de um papel de hotel, e preferimos uma rede conhecida, e deu tudo certo.
Sendo ricos no 5 estrelas
Locomoção
A Tailândia é um país bem grande, mas muita gente faz trajetos por lá de ônibus ou trem. Eu achei as passagens para voos internos bem baratas, então acabamos nos deslocando de avião. Voamos com a VietJet e com a AirAsia. As duas são low cost, mas tem serviço bem honesto. Outras opções dentro do país são a NokAir, Thai Airways, LionThai Air, entre outras que não devo ter ouvido falar, rs. Um detalhe importante: praticamente não tem voo direto entre as cidades da Tailândia diferentes de Bangkok. Invariavelmente você vai ter que para em Bangkok, o que é meio sacal. Entre as ilhas as vezes tem um voo ou outro, mas é só. 
Aeroporto de Suvarnabhumi, em Bangkok
Roteiro final
No fim, nosso roteiro ficou assim:
- chegamos dia 17 de dezembro em Bangkok; 
- dia 20 fomos para Chiang Mai, a segunda maior cidade da Tailândia, que fica ao norte; 
- voltamos dia 24 para Bangkok e passamos o Natal por lá; 
- dia 25 a noite seguimos para Phuket, e ficamos em Kata Beach; 
- dia 27 seguimos para Mai Khao, outra área de Phuket, onde tivemos o casamento; 
- dia 29 fomos para Koh Lanta; 
- dia 3 de janeiro a noite voltamos para Bangkok; 
- dia 4 de manhã voamos para Moscou; 
- dia 7 chegamos em casa. 

Jajá tem mais!

10 comentários:

  1. Ansiosíssima pra saber tuuuudo sobre a Tailândia! :) Adoro esses posts de planejamento, me dá vários insights e ideias, sabe? Só essa dica de passar na vigilância sanitária antes da imigração já ajudou demais! Pedi meu certificado de vacina internacional na embaixada aqui, já tá pronto, só preciso ir buscar (mas e a preguiça? rs).

    E realmente, Tailândia com Rússia é uma combinação bem inusitada, mas tá valendo, né não?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, fiz questão de botar essa dica da vigilância aqui porque não tem nada sinalizado, e eu achei que era só mostrar a carteirinha na imigração. Resultado, pegamos quase 20 minutos de fila, na hora de imigrar o cara falou que eu tinha que ir lá pegar esse carimbo, e fomos, perdemos tempo, e tivemos que pegar fila de novo. Mega saco!

      Excluir
  2. Gabi, eu amo viajar, mas detesto fazer roteiro/programação, essas coisas todas de planejamento, hahahaha, faço porque preciso, pois eu também não gosto de viajar "de excursão" gosto de explorar os lugares do meu jeito!! Claro que blogs de viagem ajudam muiiiito com algumas dicas.
    A Thailandia eu não conheço, mas segundo o meu marido 9 em cada 10 suíços já foram pra lá, rs...
    Tenho muita vontade de conhecer St Petersbugo na Russia. Eu ainda irei!! Ainda mais que com passaporte brasileiro não precisa de visto, uhu!
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe que antigamente eu gostava dessa programação toda, hoje em dia acho que não tenho muito saco rs... sou que nem você, faço porque alguém precisa fazer.
      Eu já tinha ouvido que os Suíços adoram lá, mas vi poucos. Vi muitos alemães, suecos e russos, mas suíço, vi poucos. E St. Petesburgo está no nosso radar para a próxima!

      Excluir
  3. Ai que viagem mais sonho essa, to louca pra ler os detalhes de tudo. Ultimamente tenho visto muitos blogs de viagem falando sobre Moscow, mas acho que vai ser mais legal ler de uma Brasileira como é visitar o lugar...rs.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, devagarinho vou colocando tudo aqui, mas spoiler: amei Moscou!

      Excluir
  4. Tailândia e Russia.. que combo <3
    Achei sua viagem tão maravilhosa, Gabi.. foi tão legal acomapnhar lá pelo Instagram e já to aqui doida pra ler todos os seus relatos das experiências que você teve nesses dois países. Deve ter sido no mínimo interessante ter passado por dois constrastes climaticos desse jeito, do carlozão tailandês pro friozão russo, eita! haha
    Beijos :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi uma combinação bem inusitada mesmo, mas no fim, foi maravilhoso. Eu Não mudaria nada!

      Excluir
  5. Que coisa esse negócio da vacina na Tailândia! Ainda bem que na Austrália não é assim senão eu estava ferrada porque não tenho mais meu cartão de vacinação... Se o voo sai de outro país e você não visitou o país onde tem febre amarela em um prazo lá que não me lembro agora, não precisa apresentar o certificado. Entrei e saí sem problemas. Mas bom saber essa peculiaridade da Tailândia. Obrigada por escrever esse post. :-**

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, os australianos pelo jeito gostam de fazer sentido rs... os tailandeses não ligam. Apresentou passaporte brasileiro, tem que apresentar o comprovante de vacina!

      Excluir

Follow @ Instagram

Back to Top