Dicas de Phuket

Minha experiência em Phuket teve seu lado Ruth e seu lado Raquel, e agora deixo aqui minhas dicas para que vocês só encontrem a Ruth por lá hahaha..
Onde ficar
Phuket é imensa, e acho que deixei bem claro nos meus outros posts que eu recomendo Mai Khao Beach com força rs. Mas acho que tem outros fatores pra ser levado em consideração, como nível de baladação desejado, público, etc. Eu li uns artigos antes de decidir por Kata Beach, e vou deixa-los aqui: esse e esse. Acho que um outro fator determinante para a merda que rolou com a gente em Kata Beach foi o fato de ser altíssima temporada. O período de Natal e Ano Novo é quando o turismo na Tailândia alcança seu nível máximo, e Phuket é a porta de entrada para as ilhas. Então acho que quem estiver indo fora de temporada (dizem que março e abril são meses ótimos para pegar tempo bom e praias vazias, acomodações baratas, etc) deve ter outra experiência. Ah, e quem é rico e fica nuns resorts super exclusivos também não passa nervoso não, hahahaha vai amar Phuket em qualquer lugar.
Mai Khao é amor
A chegada
Phuket é uma ilha bem grande, e o aeroporto fica no norte. Transporte público eu não vi. Uma saída é fechar um transfer com o lugar que você vai ficar. Os preços são quase todos tabelados, e mesmo Mai Khao Beach, que fica super perto, custa em torno de 500 baht. Nós pegamos taxi, e aí já vem um tombo: você paga 50 baht pra entrar no taxi, e 150 pra sair, mais o valor do taxímetro. Meio ridículo, né? Como assim tem taxa de entrada e de saída? Se não quiser pagar tem que ficar no taxi pra sempre, rs? Nossa viagem para Kata Beach, no outro extremo da ilha, ficou em 900 baht, ou 30 dólares. Uma opção é encontrar alguém indo pras mesmas bandas que você,  assim divide o valor. 
Falando em chegada... ela é assim <3
Locomoção na Ilha
Como a Ilha é grande, não rola andar entre uma praia e outra. Muuuita gente aluga scooter, mas a gente ficou meio ressabiado porque não temos experiência, e ainda por cima vimos um russo todo estrupiado no meio da rua esperando atendimento rs. O trânsito nas ilhas ainda é bem selvagem, e acho que pra quem não tem muita prática com moto, é meio arriscado. Mas um monte de gente se arrisca. Lá é cheio de tuktuk e taxi, mas como eu contei, em alta temporada é um saco negociar preço, os caras enfiam e torcem a faca. Portanto, é bem provável que você acabe ficando mais na praia onde se hospedar. Também dá pra alugar carro, claro, mas vai da segurança de cada um tourear aquele trânsito, que ainda por cima é em mão inglesa.
Nos locomovendo de tuktuk hahaha
Estadia
Phuket vai te dar um range imenso de preços, estilos e afins. Tem pra TODOS os bolsos. Claro que vai depender, novamente, de temporada e local. Por exemplo, Mai Khao achei tudo mais salgadinho, por ser uma praia mais de resorts. Em Kata Beach tinha opções de tudo que é preço. Como eu disse no meu outro post, em Kata recomendo o Kanya Cozy Bungalows, onde passamos a nossa noite pós catástrofe, e em Mai Khao ficamos no Orchidilla Residence. Uma delícia de lugar, quarto enorme (era um apartamento na verdade, com sala separada, cozinha e banheiro imensos), piscininha, climinha gostoso e donos super simpáticos que nos ajudaram com tudo que precisamos. Pagamos coisa de 250 reais por noite lá, e tirando o hotel 5 estrelas, foi a acomodação mais cara da viagem.

Passeios
Tem agência vendendo passeio pra outras ilhas em tudo que é esquina. O mais badalado, claro, é Koh Phi Phi. Esses passeios saem do Rassada Pier, que fica meio que no meio da ilha. O legal é que a maioria das agências busca você no hotel de manhã, então você não precisa gastar seu dinheiro indo pro Pier. Mas acho bem legal dar uma olhada nas agências com quem vocês fecham passeio, porque já vi relatos de experiências não tão legais (aqui a Juliana do "Eu Ando pelo Mundo" conta a dela). 

Preços
Achei tudo mais salgadinho em Phuket, principalmente em Kata Beach. Comida de rua sempre tem, mas vi bem menos, com o agravante de que é mais difícil seguir a lógica de observar onde tem thai people comendo, já que o lugar ta infestado de turista e você praticamente só vê tailandeses trabalhando. Tinha vários restaurantes com cara de tourist trap, aqueles com preço nem tão barato, mas sem qualidade. Mas ainda assim, comemos bem com preço bom seguindo recomendações do google (alias, eu acho as avaliações do google sempre mais acertadas que trip advisor ou booking). A massagem tailandesa, por exemplo, eu paguei 200 baht por uma hora em Bangkok, fora da área turística. Em Koh Lanta paguei 300. Em Phuket era 350, ou 400, dependendo do lugar. Já em Mai Khao comemos bem barato. Acho que se for comer no restaurante de resort deve ser caro, mas nós nos ativemos aos restaurantes de beira de praia ou na beira da rua, bem thai, e os preços eram precinhos rs. Num dos jantares a gente se acabou, tomou várias cervejas, e deu menos de 15 dólares por pessoa. Num outro almoço, coisa de 15 dólares o casal. Mais um ponto pra Mai Khao.  

Segurança
A Tailândia é super segura, e isso acho que não muda em lugar nenhum. Minha amiga que mora lá já morou em Krabi, em Pattaya, e agora em Bangkok, já viajou o país todo, e afirmou que nunca se sentiu insegura, e eu também não senti insegurança de modo geral. Mas em Kata Beach, depois de tanta gente tentando tirar vantagem de nós, deu medinho de largar a bolsa sozinha na praia, sabe. Acho que o pior que pode te acontecer por lá segue sendo pequenos furtos. Batedor de carteira, gente que vai levar sua bolsa se você se distrair, essas coisas. Em Mai Khao a gente ficou praticamente sozinho na praia, então largamos as coisas na areia sem a menor preocupação. 

Por fim, acho que o tópico mais controverso de todos: vale a pena ir pra Phuket?
Olha... se não tivéssemos um casamento lá, acho que não teríamos ido. Ninguém falou muito bem, todo mundo bateu na tecla de que é tudo massificado por lá, ultra explorado, caro e sem o thai touch. E não precisa necessariamente ser assim, você pode ter vários tipos de experiência em Phuket. As praias são lindas, mas tão lindas quanto as praias do Recife ou da Bahia. Então, acho que pra quem quer ver belezas e praias bem diferentes, o que vale a pena é ir direto pras ilhas. Inclusive, mais a frente vou falar da minha experiência em Phi Phi, mas já adianto que vale muito a pena se hospedar em Phi Phi e ir visitar Maya Bay bem cedo pela manhã, antes dos barcos que vem de Phuket chegar. Agora se a ideia é só lay low, ter uns dias de belas praias e agito, sem ficar se estressando com barco, viagens em alto mar e coisas do tipo, Phuket vale a pena sim. 

Um comentário:

  1. To adorando acompanhar essas dicas de viagem da Thailandia, alias deve ta cheio de entrada minha, e que eu perco toda hora o ultimo post que li...ha ha ha...coisas de gente doida.
    Bjs

    ResponderExcluir

Follow @ Instagram

Back to Top