Moscou, o fim

O sábado era nosso último dia em Moscou, e o plano era começar o dia vendo o Mausoléo de Lenin, seguir para o Kremlim e depois deixar a vida levar rs. O primeiro percalço foi o Mausoléo... a fila estava imensa. Ele só abre pra visitação por algumas horas, em alguns dias da semana. Como eu disse, era feriado, muita gente na cidade, e a fila estava enorme. Aí fomos checar a fila do Kremlim, e estava ok. Acabamos adiantando a visitação lá, mesmo sabendo que inviabilizaria ver Lenin embalsamado. Eu não queria correr risco de ficar horas na fila do Mausoléo e depois horas na fila do Kremlim. Uma pena. 

Foi super tranquilo comprar e entrar lá, e após passar a segurança, você entra na área murada onde fica a sede do governo russo. O Kremlin é composto de cinco palácios, quatro catedrais e do Grand Kremlim Palace, a residência oficial daquele que não deve ser nomeado hahaha. No entorno, uma muralha o separa da cidade e da Praça Vermelha, e o rio Moskva passa pertinho. É possível fazer visita guiada, mas optamos por perambular por lá por conta própria. No dia em que estivemos lá não era possível visitar os palácios, mas sim as catedrais. São todas belíssimas, e nelas estão enterrados diversos Czares, suas famílias e outras pessoas representativas da história russa.
O Kremlim Grand Palace & Eu
Natal rolando pela Rússia - inclusive nesse dia tinha um evento bem para crianças no Kremlim que é bem tradicional
Catedral da Anunciação, construída nos anos 1400

A muralha
Andamos por lá por cerca de duas horas, entrando em todas as catedrais, e observando a arquitetura. Eu estava me sentindo realizada como viajante, sabe? É um desses lugares onde dá muito gosto de fincar bandeira rs, e que dá dó de sair, porque você quer prolongar o momento. Mas estava frio, muito frio, já tínhamos visitado todos os prédios abertos, e era hora de seguir. Saímos novamente na Praça Vermelha e eu encontrei o único grupo de brasileiros que vi na Rússia rs. Dei uma informação pra eles e me senti muito por dentro dos paranauê hahaha. Ficamos dando uma olhada na quermesse natalina que estava rolando na praça, e claro, a Catedral de São Basílio, de novo.

Seguimos então para o GUM, um shopping também dentro da Praça Vermelha. O nome "GUM" era o nome das antigas lojas de departamento do governo soviético. Agora quão irônico é que nesse GUM, o mais famoso, hoje dia só existem lojas luxuosas, do calibre de Hermès, Prada, Gucci e afins? Haha.. Nós demos uma passeada lá dentro enquanto esperávamos meu primo, e de fato, não é pro nosso bico rs. Mas é bem bonito (e tem um banheiro histórico que acabei não visitando por motivos de fila rs). A área no entorno também é bem bonita, cheia de luzes. Alias, Moscou ta bem podendo dividir com Paris o título de cidade luz, rs. A cidade é muito iluminada, cheia de luzinhas, de cores, é uma coisa!
GUM

Quando encontramos meu primo, e saímos do GUM, já era noite e começou a cair uma grande nevasca! Acho que foi o momento mais mágico da nossa estada em Moscou: estar naquele cenário maravilhoso com uma baita neve caindo na cabeça. Eu estava tão, mas tão feliz, que mesmo congelando não conseguia sair do lugar. Que momento!

Fomos jantar, e depois de nos despedir da família, partimos para o passeio que, ao lado da Praça Vermelha, era o meu mais esperado em Moscou: explorar as maravilhosas estações de metrô. Durante o comunismo, os governantes entendiam que o metrô era o palácio do povo. Era onde eles exerciam sua liberdade, de ir, vir, de trabalhar, de viver. E por isso as estações de Moscou são muito bonitas, e algumas dela tão luxuosas que mais parecem mesmo um palácio ou um museu. Tendo lido alguns artigos, pegamos uma linha de metrô circular, que passava por várias dessas estações bacanudas. Não vimos todas, mas fiquei fascinada com o que vi.
Komsomolskaya
Novoslobodskaya
Belorusskaya
Krasnopresnenskaya
De boas na revolução
Se não me engano, vimos no total, coisa de dez estações ao longo da viagem. Nenhuma decepcionou, todas lindíssimas. E depois de finalizar o nosso tour, já passava das 10 da noite e estávamos bem cansados. Fomos pro hotel debaixo de neve, muito realizados com nossos dias em Moscou. Fiquei tão, mas tão apaixonada pela cidade, que só penso em voltar, e explorar com mais calma. Recomendo Moscou com força!

8 comentários:

  1. Que pena que você não conseguiu visitar o mausoléu! Eu curti todas as fotos, mas essa sua com as luzinhas está maravilhosa. As estações de metrô são uma grande atração de Moscou neh, não dá pra perder.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fiquei #chatiada, porque ver Lenin era assim, meu sonho rs... Eu realmente queria muito. Mas infelizmente ficou pra próxima! Você que está a caminho, pelamor, dedique umas horas ao metrô. Vale cada minuto!

      Excluir
  2. Gabi, essa primeira foto tá parecendo um cartão-postal, merece um porta-retrato ou um quadro! Eu tava com saudade demais de comentar por aqui, nesse tempo que passei fora acompanhei o blog mas não consegui comentar. Simplesmente amei esse relato sobre a Rússia, tenho muita vontade de conhecer mas o R. não, então vou precisar de tempo pra convencê-lo, rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amei demais, demais! Recomendo muito. E se o R não quiser ir pra lá no inverno, o que eu perfeitamente entendo, imagino que deve ser bem gostoso na primavera ou outono (dizem que o verão é quente de fritar ovo no chão). Moscou simplesmente quebrou todos (quer dizer quase todos) meus preconceitos. O único que ficou foi o do golpe do taxi rs... De resto, é uma cidade muito mais bonita, européia, phyna, do que eu imaginava. Recomendo muitíssimo!

      Excluir
  3. Olhinhos brilhando por todas essas fotos e teu relato. Tem tanta coisa legal pra ver, mas na minha prioridade de Moscou depois da red square é sem dúvida tb as estações de metro. Coisa de outro mundo ver umas estações lindonas assim, né? Ahh quero tanto ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São maravilhosas, é absurdo! Recomendo muito. Nós pegamos artigos de internet mesmo que indicavam as mais bonitas :)

      Excluir
  4. As fotos ficaram magicas, e que estacoes de metro são essas? Menina quero isso aqui em NY tipo pra ontem...rsrs Adoro ler e "ver" roteiros de viagens por lugares diferentoes, em geral a gente ouve tanta coisa ruim da Russia que muita gente nem cogita a idea de que Moscou e um lugar incrivel. Acho que ja comentei antes, que ultimamente alguns blogs de viagem que acompanho ta "geral" indo pra Moscou, sei la se e propaganda do governo pra atrair turista, so sei que ate eu que tenho apatia ao Lenin fiquei com aquela pulguinha to hummm por que nao?!...ha ha ha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que tem de tudo um pouco, mas principalmente a Copa... E realmente, ta mais na moda. Eu aconselho muito! É um lugar culturalmente riquíssimo, cheio de tradições, definitivamente uma vigem diferente. Eu adorei!
      E sim, o que são esses metrôs, heim?! De babar!

      Beijos

      Excluir

Follow @ Instagram

Back to Top