O que passou, e o que temos pela frente

Abril foi um mês bem estranho. Talvez o mais estranho da minha vida. Em março por quase metade do mês ainda estávamos sem saber do tamanho do buraco em que se enfiou a humanidade rs. Mas abril... parece até que coube um ano dentro de um mês. Além de passar por todos os estágios do luto pelo mundo como ele foi um dia, eu fiz aniversário, nós dirigimos de carro Suíça afora, curtimos muito nossa casa que amamos tanto, eu trabalhei que nem uma doida, e senti saudade da vida normal como a conhecíamos. Mas em momento algum deixei de me sentir grata por, nesse momento tão difícil, ter saúde, ter emprego, ter uma casa aconchegante pra morar, estar num país onde foi possível manter alguma liberdade, e mais do que nunca, reconheci meus privilégios. Abril foi um mês que talvez tenha me mudado pra sempre... 
Churrasco de aniversário na varanda
E aquela festinha online maravilhosa!
Fim do dia no lago de Biel
E sábado de Páscoa fazendo social distancing no Lago de Genebra, em Nyon
A fofíssima Solothurn
E as coisas lindas do bairro que vai deixar muita saudade

Mas eis que maio chegou e junto com ele, a proximidade cada vez maior do tal "new normal". O governo suíço começou o plano de reabertura gradual, e no dia 11 de maio muitas coisas vão abrir, inclusive restaurantes, museus, etc. Tudo, claro, com regras de higiene e distanciamento. Na empresa em que trabalho, no entanto, eles não estão com pressa para voltar ao escritório, e não há previsão de voltarmos pelo menos até julho. Apesar de sentir saudades do contato humano, das interações e tal, agora que me adaptei BEM adaptada a trabalhar de casa todos os dias, não to com pressa também. 

Estou amando viver minha casa linda em sua plenitude, e ainda mais, poder pedalar e curtir Berna na luz do dia, sem ter que gastar horas do meu dia em transporte, e aos poucos, ir me despedindo dessa cidade que foi nossa primeira morada na Suíça, e que nos acolheu tão bem. Mais do que isso: Berna me fez viver a vida suíça com muito mais intensidade, e sem dúvidas, me integrei muito mais ao país por estar vivendo aqui. Tínhamos viagens programadas para esse mês, e foi tudo devidamente cancelado, mas eu nem liguei muito. Esse mês será de organizar a mudança, fazer aquele exercício cansativo e necessário de olhar pra cara de tudo que acumulamos desde a última mudança, ver o que precisa ficar, doar o que deve ser doado, vender o que deve ser vendido, empacotar tudo que vai, e no dia 30 de maio, levantar acampamento. 

Sinto que maio será o mês dos recomeços. Que seja bom pra vocês! 

8 comentários:

  1. ai que texto lindo Gabi!
    sim março e abril foram bem loucos, aqui em SP estava tudo previsto para voltar a funcionar a partir do dia 10 de maio, mas pelo jeito irão prorrogar ainda mais essa quarentena, as pessoas ainda nao cairam a ficha por aqui, e continuam achando que é só uma gripinha :'(.
    sobre trabalhar de casa, também tenho amado, e evitei criar uma rotina, pois achei que seria algo rapido, e que voltariamos para a empresa logo, mas agora já vou para o segundo mes de home office, e fico naquele empasse entre criar uma rotina e amar minha nova vida, ou deixar um pouco bagunçado para nao sofrer tanto quando voltar rs.
    que maio seja um mês melhor pra todos nós,
    um super beijo, tety
    enflorando.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu meio que assimilei que talvez só volte pro escritório lá pra setembro, então criei meu sistema. Mas espero que aos poucos, as coisas melhorem. Abraços!

      Excluir
  2. Menina, você disse tudo: abril foi um mês onde coube um ano inteiro. Que bagulho intenso! hahah
    Às vezes fico chocada em pensar que já se passaram quase dois meses desde o começo desse buraco onde nos enfiamos, pq ao mesmo tempo que parece que vivemos um mês por semana, também me parece que foi um borrão? É doido demais.
    E que excelente que você não precisa voltar pro escritório tão cedo, sem dúvidas é mais seguro para todo mundo – e dá pra você aproveitar mais o começo da jornada na casinha nova também!
    Por aqui, o governo vai reabrir as escolas e alguns estabelecimentos a partir de 20 de maio, mas ainda estão debatendo quais outras medidas podem ser tomadas pra manter a segurança da população. Que seja um mês de recomeços pra todas nós! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você descreveu bem o feeling: tempo demais, de menos, borrão, lerdeza, tudo junto, misturado, dentro da alma da gente pra gente lidar rs... não ta facil. Mas veremos como as coisas andarão. Beijocas

      Excluir
  3. Que feliz que você encontrou um novo lar e estará de mundaça em breve! É super cansativo esse processo de olhar tudo, empacotar, mudar e depois desempacotar e reorganizar tudo novamente na casa nova. Por aqui, ainda tem coisa para ajeitar depois de mais de um ano que mudamos. Mas uma hora vai ficar tudo bonitinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, to evitando, como quase sempre rs.. aquela procrastinação que vai vir voando atrás de mim, mas no momento, to em negação rs

      Excluir
  4. Super senti isso também, Gabi, abril foi um mês estranho demais, parece realmente que passou 1 ano dentro dele, quanta coisa aconteceu. Foi com certeza o pior momento (acho, pelo menos) desse isolamento todo, pelo menos pra mim foi... foi f-o-d-a. E parece que aos poucos vamos tendo mais esperanças nas coisas.♥

    ResponderExcluir

Follow @ Instagram

Back to Top