06/12: Meio Ano

 A gente piscou, metade do ano passou, e estamos aqui, passados com a rapidez do tempo, como as velhas que somos rs. Porque eu sei que se alguém ta lendo esse caído blog, ta besta também. Junho foi um sopro que passou enquanto eu trabalhava todo santo dia até 11h da noite. Teve dia que eu consegui fazer um break as 5h da tarde pra tomar um sol na beira do rio, mas foi invariávelmente um break, e eu voltava todo dia pra um terceiro turno. Trabalhei demais. Mas dessa vez, for once, não é uma reclamação. 


Acho que há uns bons anos, na época da mudança do Brasil, eu comentei em algum post que eu gostaria muito de me aventurar fora do Direito. Eu tinha uma área em mente, uma idéia bem clara do que queria, mas foi mais difícil de botar em prática do que eu imaginava. Com 10 anos de carreira jurídica nas costas, eu não era lá muito atrativa em outra área, ainda mais num mercado estrangeiro.Então enfiei a viola no saco e fui fazer o que sei fazer bem: contratos, governança, etc. Mas a minha idéia estava ali, e eu fui trabalhando ela dentro da empresa, fui cavando oportunidades. E então, em abril, aconteceu o que eu jamais imaginei: duas oportunidades, dentro da empresa onde eu queria ficar, na área que eu queria trabalhar. E foi assim que, dia 1o de junho, comecei oficialmente a minha carreira no RH. Tem sido uma jornada enorme, porque além de me adaptar a um emprego novo - a empresa é a mesma, todo o resto é diferente: time, colegas, forma de trabalhar, rede de contatos, tudo - eu estou numa área que não domino. Então esse primeiro mês foi mesmo muito puxado, demandou demais de mim, teve sim um monte de insegurança mas, aos poucos, estou começando a me sentir confortável. Estou muito feliz, estou realizada. Depois de 5 anos, eu finalmente tenho um contrato de trabalho permanente, na área que eu quero, e numa das maiores empresas suíças. Um orgulho daqueles! 


Mas nem só de trabalho vive esta pessoa que vos fala. Apesar da chuva que insiste em cair sobre a Suíça, fazendo o pior verão desde que cheguei aqui, a gente da os pulo e se diverte. Vejamos: 

Teve trilha molhada num belíssimo campo de papoulas, em Meilen, no lago de Zurich

Teve pausa no expediente pra dar um mergulho no Limmat

Teve um fim de semana de sol, lago e glamour em Montreux, uma das minhas cidades favoritas 

Teve aniversário de um ano da adoção do cachorro mais fofo do universo <3 

Teve segunda dose da vacina #VIVAACIENCIA

E teve também aquelas 24h em que a vacina me derrubou demais da conta e eu fiquei aí largada sendo cuidada pelo cão

E agora, vamos pro balanço das metas do mês: 

- cuidar do corpo e da saúde: Já tive meses melhores, e já tive meses piores. Com todo o meu foco no trabalho, não sobrou muita energia pra fazer exercício, nem muita disciplina pra seguir firme na dieta. Acabei o mês na minha meta de peso de quando isso tudo começou, e se por um lado não vou negar que fiquei satisfeita, por outro devo dizer que peso ta longe de se igualar a saúde, e eu preciso efetivamente fazer mais exercícios. 

- ler um livro por mês: meta cumprida. Li mais um da Chimamanda Ngozi Adichie, a minha escritora favorita dos últimos anos. Purple Hibiscus foi o da vez. E que livro delicioso, interessante, narrativa gostosa, história que te engole. Infelizmente, parei por aí... mas espero agora em julho dar uma retomada na leitura. 

- Ser menos procrastinadora: mais um mês em que a meta foi cumprida por não me sobrar outra opção. 

- Visitar os cantões ainda não visitados: nada 

- Fazer uma girls trip: terminei o mês fazendo as malas para o que seria um fim de semana no lago de Thun, e que aos 45 do segundo tempo virou uma oooutra viagem, que quem me segue no instragram já viu. Mas como aconteceu em julho, conto mais daqui uns dias ;) 

Finalizo esse mês com essa foto celebratória, simbolizando todas as esperanças e oportunidades que chegaram junto com esse "bandaid". Desejo vacina a todos, e antes que me esqueça, desejo FORA BOLSONARO. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Follow @ Instagram

Back to Top