02/12

Teve um ano dentro do meu mês. Aconteceu tanta coisa, a gente passeou bastante, muitas emoções no trabalho, Zurich indo de temperaturas polares até um início precoce de primavera. Teve foi de tudo! 

No primeiro dia do mês, saí cedo para dar uma voltinha com o dog, e me deparei com isso aqui na essquina. Impossível ser brasileiro e viver em paz nesse momento. 
No pulmão do muldo tem gente morrendo sem ar

Dispensa tradução
Mas a gente segue tentando. 

Fevereiro teve duas viagens muito gostosas, ambas focadas em esquiar: fomos, pela primeira vez, esquiar no Graubünden, o maior cantão suíço. Escolhemos Lenzerheide, um resort mais low profile, bastante frequentado por suíços, e eu adorei, porque conseguimos esquiar somente usando chair lift, aquele de cadeirinhas, o que significa ficar sempre ao ar livre, e não sentar em ambiente fechado onde passou gente. Também tem muitas pistas azuis - detalhe importante para uma pessoa de habilidades, digamos, limitadas - e os preços não são exagerados. Foi uma delícia ir pra um hotelzinho, sair de casa, mudar a paisagem, e não me preocupar em cozinhar por uns dias rs. Além de tudo, fomos presenteados com dias lindíssimos de muito sol, o que nessa época do ano é uma benção. 

Pleníssimos no topo

E chegando de volta na vila de Lenzerheide

Também fomos comemorar o aniversário do digníssimo em Zermatt, vila alpina famosa babado e que dispensa muitas aprensentações. Esse rolê foi maravilhoso inteiro, porque Zermatt é linda, os dias foram ensolarados, acabamos encontrando com amigos na montanha, esquiamos olhando o Matterhorn o dia inteiro, e ainda tivemos um upgrade de hotel, e passamos o fds na maior chiqueria da vida. Foi demais! 

Zermatt, sempre magnífica

Agora vamos lá, um balanço das metas da vida: 

- Cuidar mais do meu corpo e saúde: esse mês tive umas escapadas em termos de nutrição, por motivos de férias e viagens. Mas estou muito satisfeita em estar, no dia a dia, me alimentando melhor, de forma mais balanceada. Também eu definitivamente engrenei numa rotina de atividade física e tenho me movimentado bastante, seguido um plano com exercícios em casa e corrida na rua. Também fui ao médico no começo do mês para um check up, coisa que não fazia há mais de dois anos. Descobri algumas deficiências em vitaminas, e estamos fazendo as reposições necessárias. 

Pratos coloridos viraram uma constante na vida, finalmente

- Ler um livro por mês: esse mês eu mais uma vez li um livro, e comecei outro que não terminei rs. Li o Pequeno Manual Antiracista da Djamila Ribeiro, e gostei bastante. É curtinho, mas poderoso em despertar reflexões importantes sobre o nosso comportamento. Eu ganhei esse livro, e um outro - O Mito da Beleza, de amigo secreto do Brasil. Descobri que to tendo muito problema em ler livro físico, depois de me acostumar tanto com o kindle. Acabou que ainda não terminei o Mito, mas terei sim um livro pra março. 

- Ser menos procrastinadora: esse mês teve seus momentos difíceis, mas no geral tenho procrastinado menos. Encontrei algumas ferramentas que me ajudam também, e acho que essa parte é essencial. Entender o que funciona pra você. Eu tenho algumas coisas manuais, como fazer lista de prioridades todo dia de manhã e tentar chegar no fim do dia com esses itens finalizados. As outras coisas que não são prioridades podem esperar. E essa dinâmica tem me ajudado a procrastinar menos. Viva! 

- Novos cantões: num domingo ensolarado, porém GE LA DO, fomos passar o dia de São Valentin em Romanshorn, cantão Thurgau. A cidade fica na beira do lago de Konstanz, na fronteira com a Alemanha. Tirando a beira do lago, que é belíssima, não achei a cidade muito digna de visita rs. Mas o lago vale demais. A água azul, o gelo se formando sobre as pedras, congelando a vegetação, tudo bonito demais, mas o frio doía nos ossos. Passeamos por algumas horas, e depois de comer uma salsicha em pé no meio da rua rs, voltamos pra casa. De Zurich até Romanshorn é coisa de 1 hora de carro, ou de trem. 



E assim se passou mais um mês nessa nossa vida pandêmica. Alors, Março! 

4 comentários:

  1. Que bom saber que essas crueldades estão sendo vistas pelo mundo.
    Lugares lindos que você foi.
    Já li pequeno manual antirracista e gostei bastante, realmente faz refletir muito.

    Beijossssssss
    ┌──»ʍi૮ђα ツ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, nesse momento, as pessoas estão MUITO atentas ao que está acontecendo no Brasil, e a gente acaba é passando vergonha de ter que falar: eu não sei o que aconteceu no meu país e porque elegeram essa merda. Mas enfim, a vergonha é o menor dos nossos problemas :(

      Obrigada pela visita, sempre! Bjs

      Excluir
  2. Só não ver os absurdos do Brasil quem não quer. E bobos os que pensam que o restante do mundo não está vendo. Pior que tem brasileiro que mora no exterior e continua em negação. Affe, cansada de pessoas viu... Enfim, seu fevereiro foi bem agitado. Por aqui foi só winter blues. Precisamos nos inspirar mais em vocês e criar coragem pra sair da toca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os winterblues me pegaram agora em março rs.. to emergindo deles, inclusive. Mas sim, recomendo demais sair da toca! Ajuda mais do que a gente imagina. Bisous!

      Excluir

Follow @ Instagram

Back to Top